[Copa Ouro 2017] Curaçao: A força emergente

Pela primeira vez, Curaçao irá disputar a Copa Ouro de maneira independente quando se trata de futebol, pois anteriormente fazia parte da Antilhas Holandesas (que disputou por quatro vezes, o Campeonato da Concacaf, antecessora da Copa Ouro). Isso é resultado de um trabalho competente, com bom mapeamento e acompanhamento, que fez com que a equipe flertasse com a penúltima fase das Eliminatórias, com a classificação à Copa Ouro e a conquista do título da Copa do Caribe. O trabalho iniciado por Patrick Kluivert rende boas apostas para o futuro, pensando na Copa do Mundo 2022 e, principalmente, para 2026.

O elenco conta com nove jogadores que atuam nas primeiras divisões da Holanda, com destaque para o goleiro Eloy Room (Vitesse) e o zagueiro Darryl Lachman (Willem II). Os principais destaques estão pelo mundo, como o zagueiro Cuco Martina, que estava no Southampton; o meia Bacuna, do Aston Villa que vem para a primeira experiência com a seleção e a dupla de atacantes Gino van Kessel e Rangelo Janga. Uma boa equipe para o padrão continental.

Perspectiva

O otimismo é grande na equipe, com a ambição pelo segundo lugar do grupo. A equipe vem em melhor momento que Jamaica e El Salvador. O interessante é que a Jamaica foi quem perdeu a final da Copa do Caribe e El Salvador foi quem eliminou a seleção nas eliminatórias. O México com um elenco B ainda continua forte para os padrões locais, mas tem que tomar cuidado.

Clique nas imagens abaixo, para ler sobre as duas outras seleções

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s