Revista Série Z ÁFRICA,Cabo Verde,GUIA Académica do Mindelo ou Palmeira: quem será o campeão nacional de Cabo Verde?

Académica do Mindelo ou Palmeira: quem será o campeão nacional de Cabo Verde?



Anúncios

Sábado, dia 9, é o dia de Cabo Verde voltar a ter um campeão nacional. Devido a pandemia, a última edição finalizada foi em 2018/19, com o Mindelense se sagrando campeão. Desde então, o Campeonato Nacional não foi disputado, apenas com as ligas regionais sendo disputadas. No país lusófono, não há um campeonato com acesso e rebaixamento. Para disputar o Cabo-verdiano, as equipes precisam garantir vaga pelas ligas das nove ilhas locais.

A fase regional garantiu Académica Boa Vista (Boavista), Morabeza (Brava), Botafogo (Fogo), Barreirense (Maio), Palmeira (Sal), Varandinha (Santiago – Norte), Sporting da Praia (Santiago – Sul), Rosariense (Santo Antão – Norte), Porto Novo (Santo Antão – Sul), Ultramarina (São Nicolau), Académica do Mindelo (vice de São Vicente) e Mindelense (campeão de 2019) na fase nacional, quando são divididos em três grupos com quatro equipes.

Para a semifinal, se classificaram os líderes Rosariense, Palmeira e Académica do Mindelo e o melhor segundo colocado, o Botafogo. Rosariense e Académica fizeram uma das semifinais, com empate por dois gols na primeira partida e vitória da Académica, por 4 a 0, na volta. O outro confronto foi mais equilibrado, com empate sem gols na ida e vitória do Palmeira por 1 a 0, que definiu a final. Às 14 horas (de Brasília), do sábado, como citado acima, as duas equipes fazem a decisão do campeonato com transmissão da Eleven Sports.

Anúncios

O histórico dos finalistas

Pode ser considerada uma final alternativa, pois reúne apenas um título nacional após a independência (de 1976 adiante), com a taça da Académica do Mindelo em 1989. Na primeira era da disputa, a equipe, que é afiliada ao homônimo de Coimbra – de Portugal -, venceu a primeira edição, em 1953, e voltou a ficar no topo em 1964 e 1967. A Académica chegou a final pela última vez em 2007.

Académica do Mindelo busca a quinta taça

O Grupo Desportivo da Palmeira é novato em decisões. Até esta campanha histórica, a melhor participação foi o terceiro lugar em 2018.

Seria um título histórico para o Palmeira e a Ilha de Sal

Em 2018/19, as duas equipes não chegaram a fase nacional, ficando com o vice na etapa regional.

Se tratando do histórico das ilhas, o Académica vem de São Vicente, a região com mais títulos nacionais: 29 taças, sendo 20 conquistas do Mindelense, maior campeão. Para a Ilha de Sal, sede do Palmeira, são apenas dois títulos: Académica de Espargos (1993) e Académico do Aeroporto (2003).

Anúncios

O desempenho até a final

A melhor campanha entre os finalistas é do Palmeira, que chega com 17 pontos em oito partidas contra dois a menos que a Académica do Mindelo. O Palmeirão tem cinco vitórias, um empate e duas derrotas. A Académica teve o clássico mindelense na primeira fase, com um empate e uma derrota.

Por outro lado, o ataque do time de São Vicente tem 18 gols contra 11 da equipe de Sal, que tem defesa melhor (5 a 10).

A artilharia é de Tchukim, da Académica, que tem seis gols, incluindo dois na semifinal. Do lado do Palmeira, uma dupla divide a liderança de gols, com Latch e Rendrick, com três. O primeiro é o único com chamado para a seleção local, pelas pesquisas que fizemos, com uma aparição para a CHAN 2019, que reúne apenas jogadores das ligas africanas.

Tchukim e Latch são os grandes nomes da final da temporada

As escalações das equipes nas partidas de volta da semifinal foram:

Académica do Mindelo: Piduca; Pecky, Tony e Dery; Dany, Dy Maldini, Darrin, Maniche e Lela; Mica e Tchukim. Treinador: Carlos Machado

Palmeira: Tião; Kiki, César, Emanuel e Roby; Kanté, Tchubasco e Syla; Tomas, Latch e Rendrick. Treinador: Dixinha

Retrospecto do confronto

Não encontramos registros de partidas entre as equipes pelo menos nos últimos 30 anos.

Deixe uma resposta

TopBack to Top
%d blogueiros gostam disto: