Os maiores estádios do mundo

Os primeiros estádios para a maioria dos meninos e meninas foram os campinhos de terra, ou os campos demarcados com tijolo na rua mesmo. O público, um ou outro morador da vizinhança que resolvia assistir a “pelada”. E quem nunca imitou o ruído da torcida ao fim de uma jogada? E quem aqui não ficou impressionado quando da primeira vez em um estádio?

Em particular, quando fui ao Pacaembu, na cidade de São Paulo, fiquei abismado com as dimensões das arquibancadas e do gramado e mais ainda quando lotado. Inesquecível. Isso foi num tempo em que imaginar algo ainda maior era um completo absurdo, mas pasmem, havia e nem era tão longe, logo ali no Rio de Janeiro, o Maracanã.

Palco de duas finais de Copa do Mundo (1950, 2014), o “Maraca” foi durante décadas o maior estádio do planeta, com capacidade para duzentas mil pessoas, mas requisitos internacionais de segurança, logística e sustentabilidade derrubaram sua lotação para pouco menos de setenta e nove mil torcedores, o que o deixa fora da lista dos maiores na atualidade, mas nem por isso menos mítico. Afinal, não é todo dia que um estádio comporta duzentas mil pessoas caladas, perplexas com a derrota do Brasil para o Uruguai, em 1950, nem é sempre que um estádio acolhe um Zico, um Roberto Dinamite, um Fio Maravilha.

Hoje, os maiores estádios do mundo estão espalhados pelos quatro cantos do planeta e, além de grandiosos, possuem arquiteturas inegavelmente lindas. Comecemos o passeio pelos cinco maiores como se assim soubéssemos mais sobre o bônus que é contemplá-los mesmo que através de uma narrativa escrita.

A cidade de Joanesburgo, na África do Sul, já foi cenário de uma verdadeira guerra civil produzida pelo apartheid, regime que segregava os negros com extrema violência. Hoje, tempos de uma maior integração entre as pessoas, Joanesburgo abriga o quinto maior estádio do mundo, o FNB Stadium. Inaugurado em 1989, e completamente remodelado para a copa de 2010, quando ainda era chamado de Soccer City, o estádio comporta 94.736 espectadores confortavelmente instalados.

A Catalunha é um estado riquíssimo em cultura, tendo inclusive seu próprio idioma. Além desta natureza libertária, tem futebol de primeira linha, representado pelo Barcelona, tradicional clube que em 1957, inaugura o Estadi del Fútbol Club Barcelona. O gigante catalão, que a partir do ano 2000 adota, ou melhor, assume o carinhoso apelido de Camp Nou (campo novo) como nome oficial, é o quarto maior estádio do planeta, com capacidade para 99.354 torcedores e, acreditem, está pequeno.

O mais antigo entre os cinco maiores, é o terceiro em capacidade, abrigando 100.024 torcedores. Localizado em Melbourne, Austrália, o Melbourne Cricket Ground foi inaugurado em 1853. Sua primeira arquibancada era de madeira e tinha lugar para seis mil espectadores, foi entregue ao público em 1861. De lá para cá, muitas reformas o foram repaginando, atribuindo-lhe a arquitetura e tamanho atuais.

Alguém aposta em qual seria o segundo maior estádio da Terra? Aonde estaria localizado? Ninguém? Pois bem, aí vai, o segundo maior estádio do mundo é o Michigan Stadium, também chamado de The Big House, tem capacidade máxima para 107.601 pessoas. The Big House fica na Universidade de Michigan, na cidade de Ann Arbor, EUA, acreditam? O segundo maior estádio do planeta fica em uma universidade, o que nos apresenta a importância do desporto e da educação alinhados. A inauguração ocorreu em 1927, sendo, desde sempre, a casa do time de futebol americano, os Wolverines. Uma particularidade, o estádio já presenciou uma sequência de duzentos e cinquenta e oito impressionantes jogos com mais de cem mil torcedores presentes.

E o maior gigante, estaria aonde? Seria a sede de um grande clube europeu, ou a presença determinada dos árabes em algum recanto do oriente? Nada disso. O maior estádio do mundo está localizado em Pyongyang, capital da Coréia do Norte. Trata-se do Rungrado Primeiro de Maio, e foi inaugurado em 1o de maio de 1989. O gigante coreano, campo do selecionado, tem capacidade para 114 mil torcedores. Sua área total ultrapassa os 207.000 metros quadrados, são oito andares cujo cume chega a sessenta metros do chão. A cobertura é formada por dezesseis arcos monumentais que conferem à estrutura a forma de uma magnólia, flor nacional da Coréia do Norte. Curiosamente, o que menos acontece no Rungrado são jogos de futebol, em geral, o estádio é utilizado para eventos comemorativos ou militares. Em 1989, ano de sua inauguração, as cerimônias de abertura e encerramento do 13° Festival Mundial da Juventude, aconteceram no Rungrado.

Passear por estes estádios, assistir a um jogo, uma competição, participar de um evento local ou internacional, é, de fato, incorporar-se ao sonho de uma grande entidade. Talvez, quem sabe, num futuro bem distante, estes gigantes sejam as pirâmides de então, abrigando histórias de um planeta apaixonado por uma boa competição ou uma exibição de gala.

About the author

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: