Austrália planeja candidatura para a Copa do Mundo de 2030 e 2034

Anúncios

Eduardo Vieira, editor do perfil A-League Brasil no Twitter (@aleaguebr)

A Austrália está próxima de lançar uma candidatura para sediar a Copa do Mundo na próxima década, é o que revelou a imprensa esportiva do país nesta semana. O governo australiano e a Football Australia (FA), entidade máxima do futebol no país, começam a trabalhar em conjunto nos planos de uma candidatura para a competição de 2030 e 2034.

A notícia surge cerca de uma década depois da tentativa de trazer a Copa do Mundo de 2022 para a Austrália. À época o governo chegou a investir AUD$ 40 milhões e obteve apenas um voto num processo que causou polêmica por casos de corrupção denunciados após a escolha do Catar.

A Austrália já será sede da Copa do Mundo Feminina de 2023, junto a Nova Zelândia, e recentemente foi escolhida como sede das Olimpíadas de 2032, que serão em Brisbane, terceira maior cidade do país.

Levando em consideração os grandes eventos já confirmados, a Austrália pretende se espelhar em Canadá e Brasil, como disse o presidente-executivo da FA, James Johnson, em entrevistas recentes.

“Faremos uma grande competição em 2023, vamos colocar um legado em torno disso para o jogo, mas temos que extrair mais energia disso e pode ser um trampolim em direção a mais competições da FIFA”, disse Johnson.

“E há uma tendência. Veja o Canadá, que sediou a Copa do Mundo Feminina em 2015 e 11 anos depois eles vão sediar a Copa do Mundo masculina com os Estados Unidos e o México. Veja o Brasil, eles sediaram a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016”.

O ex-chefe de licitações dos Jogos Olímpicos de Sydney 2000, Rod McGeoch, e agora diretor da agência governamental de turismo do estado de New South Wales, confirmou ao portal The Australian que o país começou a trabalhar em uma candidatura.

“Começamos a trabalhar em uma possível candidatura para 2030. Sinto que temos que começar”, disse McGeoch. “Estamos trabalhando silenciosamente e com a Copa do Mundo feminina em 2023, essa é uma grande oportunidade para nós com a FIFA tendo um escritório em Sydney.”

Embora a Austrália esteja na Oceania, o país é filiado a Confederação Asiática de Futebol desde 2006. Outras nações asiáticas, como China e Arábia Saudita, também devem apresentar propostas para as próximas edições da Copa do Mundo, bem como países da América do Sul, com Uruguai (veja abaixo), Argentina, Paraguai e Chile em uma possível candidatura conjunta, e da Europa, com Itália e Reino Unido já tendo se pronunciado sobre a possibilidade de sediar o evento da FIFA.

About the author

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: