Olyroos: para “chocar o mundo” | #SérieZOlímpica

Anúncios

Eduardo Vieira, editor do perfil A-League Brasil no Twitter (@aleaguebr)

Quando o assunto é futebol, a Austrália dificilmente é lembrada como celeiro de craques ou país a figurar entre as maiores seleções do mundo, longe disso. Mas a ambição australiana para as Olimpíadas de Tóquio é ousada e de “chocar o mundo”, segundo expectativa do técnico Graham Arnold. “Eu olho para o time que temos e estou nas nuvens. Minhas expectativas são de que chocaremos o mundo”, disse Arnold ao anunciar a lista de convocados para Tóquio.

Os Olyroos estão no Grupo C com Argentina, Espanha e Egito. Pela tabela, terá mesmo que surpreender se quiser avançar de fase, pois enfrenta os dois favoritos nas duas primeiras partidas. Pega a Argentina, em Sapporo, dia 22, logo após enfrenta a Espanha, novamente em Sapporo, no dia 25, e encerra a fase de grupos contra o Egito, em Miyagi, dia 28.

A lista de convocados conta com atletas desconhecidos do futebol mundial, mas com certa experiência e esse é o principal fator para tanta confiança do professor Arnold numa boa campanha. Dentre os selecionados, jogadores que já fazem parte da seleção principal e com certo destaque em seus clubes, embora a pouca idade.

O mais conhecido é Daniel Arzani (22), o jogador mais jovem da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, à época com 19 anos. Arzani surgiu no Melbourne City, clube do City Football Group, em 2016, e logo foi negociado com o Manchester City, mas desde que chegou a Europa teve dificuldades em demonstrar o que se esperava de seu futebol, sofrendo com lesões e tendo poucas atuações nos empréstimos para Celtic, FC Utrech e atualmente AGF Aarhus, da Dinamarca. Ainda assim se acredita muito em seu talento e potencial com a perna esquerda.

Outro com potencial para figurar em grandes times europeus em breve é o zagueiro Harry Souttar (22), que já é destaque na seleção principal, onde tem uma marca impressionante de seis gols em cinco jogos, mesmo sendo defensor. Chama a atenção pelo seus 1,99m de altura e já é especulado em equipes da Premier League, após boa temporada pelo Stoke City, na Championship.

Acima da idade olímpica apenas o atacante Mitch Duke (29), do Western Sydney Wanderers. Não é figura carimbada nos Socceroos, mas a boa temporada que fez no Campeonato Australiano fez com que Arnold apostasse em Duke como líder para o elenco dos Olyroos.

Dentre os outros nomes da lista, destacam-se ainda o goleiro Tom Glover (23), campeão australiano pelo Melbourne City e formado na base do Tottenham, Nathaniel Atkinson (22) e Connor Metcalfe (21), também campeões pelo Melbourne City e vistos como joias no país, Riley McGree (22), meia ofensivo de muita qualidade técnica e já peça importante da seleção principal, Reno Piscopo (23), australiano de origem italiana com passagem por Inter de Milão e seleção italiana nas categorias de base, e Nicholas D’Agostino (22), atacante de muita força física e destaque do Perth Glory na A-League.

A Austrália esteve presente nas Olimpíadas em outras cinco ocasiões, 1992, 1996, 2000, 2004 e 2008. Sua melhor campanha foi em Barcelona, 92, quando ficou na quarta colocação.

O país vive uma eterna luta na tentativa de popularização do futebol, atualmente apenas o quarto esporte mais popular, perdendo para Footy, Cricket e Rugby. Desde o fim da Golden Generation, que classificou a Austrália para a Copa do Mundo de 2006 depois de 32 anos de espera, o país que um dia teve Harry Kewell, Mark Viduka, Mark Schwarzer, dentre outros, encara uma entressafra de talentos e nomes de destaque no futebol mundial.

Nos últimos anos a Football Australia (FA) tem tentado movimentar o cenário do futebol no país, promovendo mudanças na A-League, categorias de base, futebol feminino e estrutura dos clubes, por isso espera-se muito que essa geração olímpica possa render bons frutos num futuro próximo.

Goleiros: Thomas Glover (Melbourne City), Ashley Maynard-Brewer (Charlton), Jordan Holmes (Ebbsfleet United)

Zagueiros: Kye Rowles (Central Coast Mariners), Harry Souttar (Stoke), Thomas Deng (Urawa Reds), Jay Rich-Baghuleou (Crystal Palace)

Laterais: Nathaniel Atkinson (Melbourne City), Joel King (Sydney FC), Dylan Pierias (Western United)

Meias: Connor Metcalfe (Melbourne City), Caleb Watts (Southampton), Denis Genreau (Macarthur FC), Riley McGree (Birmingham), Keanu Baccus (Western Sydney Wanderers), Cameron Devlin (Newcastle Jets), Marco Tilio (Melbourne City)

Atacantes: Daniel Arzani (AGF Aarhus), Mitchell Duke (Western Sydney Wanderers), Reno Piscopo (Wellington Phoenix), Nicholas D’Agostino (Perth Glory), Lachlan Wales (Western United).

About the author

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: