Mulheres em campo: as campeãs dos Estaduais Femininos de 2020

Anúncios

Na Revista Série Z #41, nós trouxemos uma matéria sobre a situação dos Estaduais Femininos da temporada 2020. Na época, cinco estados estavam confirmados que tinham cancelado as disputas. A pressão da CBF para que as vagas na Série A2 fossem definidas no campo, mudou o panorama, sendo que apenas o Piauí tem confirmação oficial mantida. O Paraná chegou a divulgar tabela com duas equipes, mas recuou. Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro refugaram da decisão e criaram os campeonatos.

Porém, não apenas de cancelamento que se vive a temporada 2020 do futebol feminino nacional, que teve traços históricos, com transmissões em emissoras televisivas abertas ou fechadas, como na Paraíba, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul. Como forma de acompanhar quem conquistou as vagas na Série A2 2021 e registrar os campeões estaduais femininos dessa época tão diferente, devido a pandemia, a Série Z traz cada vencedor da modalidade nos estados. Com o tempo, vamos atualizando a situação de cada estado que ainda não terminou ou divulgou o torneio.

Amapá | Oratório

Quem continua mandando no futebol feminino amapaense é o Oratório, que conquistou o sétimo título na história e o terceiro consecutivo. A campanha da equipe foi invicta, mas se engana que foi fácil vencer a disputa, pois os dois empates em seis jogos (com quatro vitórias) foram contra o Macapá, vice-campeão. Na primeira fase, empate por 1 a 1 e na decisão, o zero não saiu do placar, forçando a decisão nas penalidades, onde a Orca Demolidora venceu e se manteve no topo. O título dá a vaga para o time disputar o Brasileiro Série A2 2021. Outros três clubes participaram da competição: Trem, Santana e Ypiranga.

Anúncios

Amazonas | JC

(Escrito em 21/03/2021) | Confusão e surpresa! Assim, pode ser definido o Amazonense Feminino 2020, que começou no fim de outubro e teria final nos últimos dias de novembro. Deu tudo errado. O motivo foi a escalação irregular de uma jogadora do 3B da Amazônia, grande favorito da competição, que fez com que a equipe ficasse fora da final. O outro finalista definido era o Recanto da Criança, que ficou esperando a definição: 3B ou JC seria o adversário. No começo de março de 2021, a Justiça definiu pela punição ao 3B, dando a vaga para o clube de Itacoatiara. Na final, em 20 de março, as equipes empataram sem gols no tempo normal, com o JC vencendo nas penalidades, por 4 a 3. A quarta equipe que disputou a competição foi o Rio Negro, que teve como principal ausência, o Iranduba, principal clube da história da modalidade no estado.

Anúncios

Pará | ESMAC

O primeiro campeão estadual feminino de 2020 foi a ESMAC, clube criado pela faculdade de mesmo nome, que conquistou as últimas cinco taças no estado, sendo seis no total. A campanha foi mais difícil que em temporadas anteriores. Na primeira fase, as oito equipes foram divididas em dois grupos, com ESMAC, Paysandu, Remo e Cabanos classificados para a segunda fase, que teve um novo quadrangular para definir dois finalistas. A decisão foi entre o líder Paysandu e o vice ESMAC, mas que conseguiu “subverter o traçado”, fez 4 a 0 e levou a taça. Castelo dos Sonhos, Tiradentes, Real União e União Paraense estiveram na disputa, também.

Anúncios

Rondônia | Real Ariquemes

Em uma semana, o Rondoniense Feminino foi realizado, algo que é “tradição” no estado. O bom projeto do Real Ariquemes, que chegou até a segunda fase da Série A2, novamente levantou a taça da categoria. Apenas três clubes participaram da competição, que começou em 11 de junho e terminou sete dias depois. Na primeira rodada, o Real venceu o Genus, por 1 a 0. A segunda partida teve empate entre Genus e Ji-Paraná, por 2 a 2. Na decisão, o Real precisava apenas do empate, mas goleou o Ji-Paraná, por 4 a 0. Foi o segundo título do clube interiorano.

Anúncios

Roraima | São Raimundo

(Escrito em 28/03/2021) | Sem representantes na Série A2 2020, a Federação Roraimense de Futebol resolveu fazer o campeonato estadual feminina bem no limite do prazo final para se definir os torneios regionais. Foram cinco equipes disputando cinco rodadas em cinco dias. O Roraimense Feminino foi disputado entre 23 e 27 de março de 2021, com a presença de Atlético Roraima, GAS, Rio Negro, River e São Raimundo. No formato de pontos corridos em turno único, o São Raimundo se manteve no topo, com quatro vitórias em quatro partidas.

Anúncios

Tocantins | Paraíso

Realizado entre os dias 6 de janeiro e 6 de fevereiro de 2021, o Campeonato Tocantinense Feminino teve a presença de Paraíso, Grêmio Tocantins/Union Life, Almas e Atlético Cerrado. Na primeira fase, os times se enfrentaram em turno único, com duas equipes indo à final. O Paraíso venceu as três partidas da primeira fase: 4×0 (Almas), 4×2 (Grêmio) e 7×0 (Atlético). Na final, o adversário foi o Grêmio. Com uma vitória e um empate, a equipe garantiu a taça, a terceira da história, após as conquistas de 2016 e 2017. O grande ponto da disputa foi a ausência do São Valério, atual bicampeão, que desistiu por questões financeiras impactadas pela pandemia.

Anúncios

Ceará | Fortaleza

Fortaleza e Ceará quase conquistaram o acesso na Série A2, onde foram eliminados nas quartas de final (se passassem, iriam se enfrentar por uma vaga na decisão). Não foi surpresa que as duas equipes tenham sido as protagonistas do campeonato estadual que foi realizado neste ano, mesmo valendo pela temporada anterior. Em cinco oportunidades, os rivais se enfrentaram na disputa, com duas vitórias alvinegras (primeiro turno), dois empates (segundo turno) e um triunfo tricolor, que foi logo na final: 1 a 0. É o segundo título do Leão do Pici, que não conquistava a taça desde 2010. Menina Olímpica e São Gonçalo foram os outros participantes.

Anúncios

Paraíba | Botafogo

As Belas do Belo têm um domínio no futebol feminino paraibano, com seis títulos em nove edições. A sexta taça do Botafogo veio depois de 2019 decepcionar, onde nem ficou com o vice-campeonato. Entre 7 e 19 de dezembro, seis equipes entraram em campo para a disputa do único campeonato com caráter amador realizado pela FPF em 2020. O Botafogo venceu as três partidas da primeira fase e passou sem problemas. Na semifinal, confronto empatado sem gols contra o Mixto, com decisão favorável nas penalidades: 3 a 2. Na final, uma tranquilidade surpreendente: 7 a 0 no Kashima, clubes que rivalizam desde 2016 por problemas judiciais envolvendo a final do Paraibano. Auto Esporte, Guará e Internacional, também, estiveram na disputa.

Anúncios

Piauí | Sem campeonato

Quando a Federação de Futebol do Piauí, em dezembro, anunciou que não realizaria o Estadual 2020, outras quatro federações seguiriam o mesmo caminho, mas a pressão da CBF para que as equipes da Série A2 fossem definidas no campo fez com que o cenário mudasse, mas não no Piauí, onde o Tiradentes será indicado como representante na segunda divisão.

Anúncios

Rio Grande do Norte | América

O Cruzeiro de Macaíba era o atual bicampeão do estado, mas não entrou em campo em 2020 (ou 2021), sendo assim, o América resolveu fazer uma parceria com o grupo que estava na equipe para voltar a modalidade após oito temporadas. Na primeira fase, além do Mecão, União, Parnamirim e Monte Líbano estavam na disputa. América e União chegaram na final, como esperado. A decisão carregava um sentimento de revanche para o clube de Natal, pois havia perdido para o União na primeira fase. O ponto alto da decisão que foi definida nos pênaltis foi a saída da goleira Sabrina para a entrada de Fernanda nos minutos finais. Deu certo: a goleira que saiu do banco pegou duas cobranças e deu o segundo título para a agremiação.

Anúncios

Distrito Federal | Real Brasília

Foi um ano mágico para o Real Brasília, que conquistou o acesso à elite nacional e bicampeonato brasiliense. Em 2021, a dupla Real e Minas Brasília se encontrará na primeira divisão. Esse confronto, inclusive, foi a final da edição 2020 do Distrital e pela segunda vez, o Real venceu a disputa. Na campanha, a equipe teve uma goleada assombrosa (e ao mesmo tempo triste) para cima do Paranoá: 31 a 0. Como as duas finalistas têm vaga na Série A1, a vaga na segunda divisão ficou com o tradicional CRESSPOM, que derrotou o Ceilândia na disputa do terceiro lugar. O Gama foi a outra equipe participante.

Anúncios

Mato Grosso | Mixto

(Escrito em 28/03/2021) | Originalmente, a federação local abriu inscrições para o Estadual Feminino em novembro passado, mas apenas o Mixto demonstrou interesse. Se assim permanecesse, o Operário Ltda estaria na Série A2 pelo Ranking Feminino. Porém, a pressão para que o campo definisse o time no Brasileiro fez com que em março, um triangular com Ação, Dom Bosco e Mixto fosse disputado. A primeira fase fez Ação e Mixto chegassem na final, onde o Mixto fez 8 a 0 e garantiu mais uma taça.

Anúncios

Mato Grosso do Sul | SERC

Em novembro de 2020, a FFMS divulgou nota cancelando várias competições organizadas pela entidade devido a pandemia da COVID-19, incluindo o Estadual Feminino. Essa situação levaria a indicação de uma equipe para a Série A2, mas tudo mudou na virada do ano, com o pedido da CBF para que o campo definisse a vaga. Em um fim de semana, a federação realizou a competição: de 26 a 28 de fevereiro de 2021. SERC, Comercial e Aquidauanense disputaram o triangular em turno único. Na primeira rodada, o Aquidauanense fez 3 a 1 no Comercial. A SERC, então, esteve nas duas últimas partidas e venceu: 2 a 0 no Comercial e 2 a 1 no Aquidauanense. Foi o terceiro (e segundo seguido) título do clube de Chapadão.

Anúncios

Minas Gerais | Atlético

A campanha decepcionante na Série A2 serviu fez com que as Vingadoras se reorganizarem e entrarem com mais gana no Mineiro Feminino. Em uma disputa contra o Cruzeiro, presente na primeira divisão, e o América, que quase conquistou o acesso, o time se sobressaiu, apesar da definição da taça ter sido nos pênaltis contra o Cruzeiro, em jogo transmitido em TV aberta para o estado. O Ipatinga foi o quarto clube da disputa. O Atlético Mineiro garantiu a vaga direta para a Série A2.

Anúncios

Rio de Janeiro | Botafogo

(Escrito em 21/03/2021) | Originalmente, o Campeonato Carioca não seria disputado. Tanto que criou-se a Taça Pretinha, um torneio paralelo organizado pela Unifoot, a União de Clubes de Futebol Feminino do Rio de Janeiro. Foram oito participantes: Águia de Teresópolis, Grêmio Semeador, Liga Mageense, Nova Aliança, Pérolas Negras (campeão), Portuguesa, Tomazinho e Tupy. Desses, apenas Pérolas e Portuguesa estiveram no Carioca 2020, que foi disputado inteiramente nesse ano. Flamengo e Botafogo eram favoritos na disputa, mas apenas as Gloriosas chegaram na final, quando venceram o Vasco. Com um trabalho de base formidável, o Fluminense surpreendeu o Flamengo e chegou na final. A decisão teve o Botafogo campeão após seis temporadas. Boavista, America e Angra dos Reis foram os outros participantes. O Flu garantiu a vaga na Série A2 pelo Estadual, mas o Vasco, também, estará pelo ranking masculino.

Anúncios

São Paulo | Corinthians

Melhor equipe de futebol feminino da América Latina, o Corinthians teve um ano hegemônico, com a conquista do Brasileiro e do Paulista. Com cinco vitórias em cinco partidas na primeira fase, a equipe chegou como favorita no mata-mata e não decepcionou. Venceu Santos e Palmeiras nas quartas e semifinal, respectivamente, e fez final bem tranquila contra a Ferroviária, com placar agregado de 8 a 1. O Red Bull Bragantino que estreou na modalidade foi a melhor equipe sem divisão e garantiu a vaga na Série A2. Juventus, Nacional, Realidade Jovem, São José, São Paulo, Taboão da Serra e Taubaté foram os demais integrantes da disputa.

Anúncios

Paraná | Sem campeonato

Foi uma verdadeira confusão no Paraná. Resumidamente: não ia ter campeonato, daí soltaram tabela com dois times, mas no fim, a FPF alegou atraso na inscrição e o Toledo ficou com a vaga na Série A2. Para mais detalhes, acesse o texto que fizemos sobre a epopeia protagonizada pela federação local.

Anúncios

Rio Grande do Sul | Internacional

Em seis oportunidades, a final do Gaúcho Feminino teve um Grenal. A vantagem do Internacional no confronto é grande: 5 a 1. A quinta vez que venceu o clássico na decisão feminina foi em 2020, com transmissão histórica da RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul, por 2 a 1, em uma manhã de domingo. Como Inter e Grêmio estão na primeira divisão da modalidade, a vaga para a Série A2, novamente, será do Brasil de Farroupilha, que venceu a decisão do terceiro lugar contra o Estrela, por 4 a 1. João Emílio (Candiota) e Oriente (Canoas) foram eliminados na primeira fase.

Anúncios

As outras disputas

Acre: previsão de início para março

Pernambuco: final de março

Espírito Santo: torneio seletivo será finalizado em 28 de março

Alagoas, Bahia, Maranhão, Sergipe, Goiás e Santa Catarina: nenhuma informação

About the author

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: