Os 12 reencontros que a primeira fase da Copa do Brasil 2021 proporciona

Anúncios

A primeira fase da atual Copa do Brasil é das coisas mais absurdas que o futebol mundial apresenta, onde uma das equipes entra com a vantagem de empate em jogo único. Além disso, o momento que o Brasil atravessa fez com que o treinador Lisca trouxesse uma discussão importante sobre os 40 deslocamentos que terão que ser feitos, sendo que a maioria será inter-regional.

Porém, o sorteio foi feito e definiu que teremos 28 confrontos inéditos na história. Outros doze confrontos se repetirão, sendo que um desses ocorreu na temporada passada. Outros nos remetem a uma nostalgia recente. Além disso, dois jogos colocam conterrâneos frente a frente. Confira todas as partidas que serão reeditadas na primeira fase da Copa do Brasil.

Murici 3×1 Juventude – Copa do Brasil 2017

A única vez que a dupla alviverde se enfrentou foi na mesma competição, há quatro anos. O Murici chegava como terceiro colocado do Alagoano e o Juventude, além da tradição, era o atual vice-campeão gaúcho e estava na Série B. Nada disso foi capaz para o Juventude confirmar o favoritismo, pois o clube alagoano conseguiu a vitória com gols de Tarcísio (duas vezes) e Deysinho (que foi escolhido como um dos melhores da Série D 2020). Tadeu descontou para o Juventude. O Murici parou apenas na terceira fase, quando perdeu para o Cruzeiro após passar pelo América Mineiro.

Mirassol 1 (2) x (4) 2 Red Bull Bragantino – Paulista 2012 (Troféu do Interior)

Um dos confrontos estaduais da edição 2021 vem de São Paulo. As duas equipes poderiam chegar mais longe, mas uma vai ficar pelo caminho. São 12 confrontos na história, com ampla vantagem do Mirassol, com oito vitórias, três empates e uma derrota, com dez partidas pelo Paulista Série A1, duas pela Copa Paulista e uma pelo Paulista Série A2. Um dos confrontos mais relevantes da dupla foi em 2012, quando se enfrentaram pela semifinal do Troféu do Interior, com vitória do Massa Bruta, que tinha Victor Ferraz (Grêmio) e Romarinho (ex-Corinthians) no time titular.

Caxias 0x1 Fortaleza – Brasileiro Série B 2004

As duas equipes podem parecer que tem muitos confrontos no começo da década, mas não é bem assim. Apenas duas vezes que as equipes se encontraram e nas duas vezes que o Fortaleza conseguiu o acesso à Série A, em 2002 e 2004. No primeiro confronto, empate por 1 a 1 na primeira fase da Série B. Dois anos depois, quando voltou para a divisão, o Fortaleza conquistou a vitória, por 1 a 0, com gol de Guaru.

Anúncios

Cianorte 2×0 Paraná – Paranaense 2011

Desde 2004 que o Cianorte disputa a primeira divisão do Paraná. O clube da Capital Brasileira da Moda encontrou o Paraná por 16 vezes, com um retrospecto bem equilibrado para a diferença histórica entre os clubes, com quatro vitórias para cada e oito empates. A primeira vez que se enfrentaram foi em 2005, com uma vitória do Cianorte e um empate. A primeira vitória paranista foi em 2009, o sexto confronto entre os times. A vitória que separamos aqui é de 2011, quando o Cianorte fez 2 a 0 no Durival de Brito, ano do vexaminoso rebaixamento do clube tricolor. O Cianorte fez os gols com Giancarlo e Thiago Santos, um elenco que tinha Ligger (Red Bull Bragantino) e Marcelo Rangel (Goiás).

Juazeirense 0x1 Sport – Copa do Nordeste 2017

Há quatro anos, a Juazeirense disputa a Copa do Nordeste pela segunda vez. A campanha de 2016 foi bem ruim, com nenhuma vitória, dois empates e quatro derrotas. Em 2017, a campanha teve uma vitória e cinco derrotas. Contra o Sport, o Cancão teve duas derrotas, por 1 a 0 e 5 a 0. Há quatro anos, a primeira partida em casa foi contra o adversário na Copa do Brasil 2021, com derrota sacramentada com gol de Fábio Matos, atual Jacuipense.

Moto Club 1×0 Botafogo – Brasileiro Série A 1984

São 37 anos de espera pelo reencontro entre Moto Club e Botafogo. O confronto ocorreu em quatro oportunidades, com duas vitórias do Glorioso, um empate e uma vitória rubro-negra, todas na primeira divisão nacional. O triunfo do Bicho-papão foi na última partida entre as equipes, com gol de King Cândido (isso mesmo).

Anúncios

Treze 1×2 América – Brasileiro Série A 1979

No monstrengo campeonato de 1979, que teve mais de 90 equipes por pressão do Ditadura, as fases da competição propiciaram o único encontro entre os dois clubes, que voltam a se enfrentar 42 anos depois. A vitória foi do clube mineiro, por 2 a 1, com dois gols de Wagner Oliveira. Wilson descontou para o Galo da Borborema.

São Raimundo 2×2 Cruzeiro – Copa do Brasil 2020

A temporada 2020 da Raposa foi uma tragédia! No início do ano, por pouco, o São Raimundo, de Roraima, não provocou uma zebra. Por pouco, devido ao esdrúxulo regulamento, pois o empate deveria levar aos pênaltis, mas o regulamento previa a vantagem de empate para o melhor ranqueado. A partida em Boa Vista teve início propício ao Mundão, com gol de Edson Costa. O clube mineiro virou com Edu e Alexandre Jesus. Para se classificar, os roraimenses precisavam virar, mas ficaram no empate, com gol de Stanley. A sorte fez com que se reencontrassem uma temporada depois na mesma competição.

Guarany de Sobral 1×4 CSA – Brasileiro Série B 1983

Em 2021, o confronto nordestino será realizado pela terceira vez. As duas partidas foram pela Taça de Prata de 1983, quando se encontraram na terceira fase da competição. Na ida, em Maceió, o clube alagoano fez 4 a 1, com gols de Zé Carlos, Jacozinho (2x) e Jorge Siri, enquanto Valdir descontou. Na volta, o placar não saiu do zero e o CSA seguiu até a final, onde perdeu para o Juventus.

Anúncios

Marília 5×1 Criciúma – Brasileiro Série B 2005

Esse é um confronto de muita nostalgia para quem acompanhou a Série B no começo do século. Imagine Jota Júnior em uma terça a noite qualquer, direto do interior paulista, para transmitir Marília e Criciúma entre 2005 e 2008. Esse é o reencontro que teremos na Copa do Brasil 2021. A primeira partida foi um vareio de bola do Tigre Maqueano, com gols de Fernando, Anaílson (2x), Robson e Ricardinho: 5 a 1 no Bento de Abreu. Na história são sete jogos no retrospecto, com três vitórias do Marília, dois empates e dois triunfos catarinenses, sendo que o último ocorreu na Série C 2009.

Gama 0x3 Ponte Preta – Brasileiro Série A 2000

Mais um confronto que remete ao começo do século que será reeditado na copa nacional é Gama x Ponte Preta. O confronto ocorreu por 12 vezes em três competições diferentes, incluindo um confronto na Copa do Brasil de 2001. Nas quatro vezes que encontraram na Série A, três empates aconteceram e a única vitória foi da Macaca na Copa João Havelange 2000. O Gama tem apenas uma vitória no retrospecto, o 2 a 1 pela Série B 2008.

Campinense 2×0 Bahia – Taça Brasil 1962

São 59 anos de tabu: desde 1962 que o Campinense não vence o Bahia, a única vitória da Raposa da história do confronto. Essa é a partida que mais ocorreu em diferentes competições: cinco. Na Taça Brasil de 1962 foram três encontros, onde o clube paraibano eliminou o tricolor. O Bahia tem seis triunfos e foram cinco empates. Será a segunda vez que se encontrarão na Copa do Brasil, quando em 1992, os baianos passaram com dois empates, mas por feito o gol fora.

Anúncios

About the author

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: