Qual clube da NASL mais sofreu gols de Pelé?

Anúncios

Entre 1975 e 1977, Pelé, aniversariante do dia, defendeu a camisa do lendário New York Cosmos, o clube mais reconhecido do futebol estadunidense historicamente. Antes disso, a relação de Pelé e Estados Unidos era presente em excursões do Santos, como em 1968, ano da implantação da NASL. Como parte da temporada inaugural, o Santos realizou seis amistosos contra clubes da competição entre junho e julho daquele ano. Em anos seguintes, o Peixe voltou a enfrentar clubes do torneio, totalizando 15 encontros.

Pelé anotou contra esses clubes, um total de 20 gols, com destaque para seis tentos que fez contra o Baltimore Bays e quatro no Washington Darts. Contra o primeiro clube, Pelé fez três partidas e anotou gols em todas as oportunidades, sendo um hattrick em 1973. Contra o Darts, Pelé brilhou no encontro que terminou 7 a 4 para o Peixe, com quatro marcados pelo Rei.

Pelé fez três gols no Atlanta Chiefs e um tento contra St. Louis Stars, Kansas City Spurs, Boston Beacons, Oakland Clippers, Miami Toros, Rochester Lancers e Toronto Metros (Canadá).

Muitos dos jogadores que enfrentou nesses cinco anos que teve amistosos contra clubes da NASL, foram seus adversários na competição. Porém, um número que chama atenção é que apenas um clube que ele fez gol com a equipe da Baixada Santista, ele pôde repetir na parte alta das Américas: o Rochester Lancers, quando conseguiu mais três gols. O Rei fez 106 jogos e 64 gols pelo New York Cosmos. Desses tentos, marcou 44 em clubes da NASL, seja em jogos oficiais ou não.

Os clubes que mais sofreram com Pelé, por lá, foram o Tampa Bay Rowdies com oito sofridos; Washington Diplomats e Los Angeles Aztecs, com seis, e o Fort Lauderdale Strikers, com cinco.

Contra os Rowdies, Pelé teve sete encontros, sendo que marcou em quatro oportunidades. Em 1975, ele fez três gols, sendo dois destes, no jogo que terminou 5 a 4 para o clube dele. Só voltou a fazer gols contra a equipe do Oeste do país, dois anos depois, mas brilhou, como sempre fez. O Cosmos teve duas vitórias por 3 a 0 na temporada e Pelé fez cinco desses.

Fazer três gols em uma partida fez com que Aztecs e Strikers, também, sofressem com essa situação. Em 1977, as duas equipes perderam, 5 a 2 e 3 a 0, respectivamente, com Pelé fazendo hattrick nas duas oportunidades. O Diplomats sofreu em suaves prestações, com cinco jogos para chegar aos seis tentos.

Anúncios

A lista completa de gols feitos por Pelé com a camisa do Cosmos contra clubes da North American Soccer League é a seguinte: Dallas Tornado (três); San Jose Earthquakes, Seattle Sounders, Philadelphia Atoms, Miami Toros (dois); Portland Timbers, Chicago Sting, Hartford Bicentinnials, Boston Minutemen e Connecticut Bicentinnals (um).

Pelé não teve sorte contra clubes canadenses, pois nunca conseguiu marcar contra Vancouver Whitecaps e Toronto Metros-Croatia. Outros quatro clubes não sofreram gols do Jogador do Século durante a passagem pelo país: St. Louis Stars (quatro jogos – é o mesmo clube que anotou com a camisa do Santos), Minnesota Kicks (dois), Las Vegas Quicksilvers (um) e Team Hawaii (um). O único clube que ele não enfrentou foi o Baltimore Comets.

Ele conquistou apenas uma NASL, em 1977, ano que se despediu do clube. Nem mesmo conseguiu ser artilheiro de uma edição, mas marcou seu nome na liga, pois por ali, o Rei passou.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: