A classe em San Marino: a passagem de Aldair pelo Murata

Anúncios

E se eu te dissesse que Aldair disputou a Liga dos Campeões da Europa por três clubes diferentes? A Roma, obviamente, é o mais claro, pois lá fez maior parte da carreira com 441 jogos pela equipe da capital italiana. Antes de ir para a Itália, ele teve uma temporada pelo Benfica. Depois de toda carreira de sucesso, com títulos da Copa do Mundo, Copa das Confederações, duas Copas América, um Brasileiro e um Italiano, o zagueiro de muita classe, apontado por muitos como um dos melhores da história do futebol nacional, partiu para o lado B do futebol, com a passagem pelo Murata, do San Marino.

Primeiramente, após o final da passagem pela Roma, ele acertou com o Genoa para disputar a segunda divisão italiana, onde jogou ao lado de Zé Elias e Diego Milito. A campanha na Serie B 2003/04 foi aquém da esperada, ficando mais perto da zona de rebaixamento que do grupo de acesso. Ele decidiu se aposentar, mas resolveu voltar aos gramados por amor a esposa, que é capixaba, e por isso vestiu a camisa do Rio Branco, que na época estava na segunda divisão do estado. Fez apenas dois jogos, incluindo a final, e ajudou a conquistar o título do Capixaba Série B 2005.

Não parou por aí! No caso, chegamos ao nosso foco central, a passagem do defensor pelo Murata, de San Marino, para defender a equipe nas partidas preliminares de Liga dos Campeões. O convite surgiu a partir de Massimo Agostini, contemporâneo dele como jogador e que iniciava a curta trajetória como treinador, com o adendo que foi comandante da seleção italiana no Mundial de Futebol de Areia de 2006.

Massimo Agostini e Aldair com a camisa do Murata

A passagem do zagueiro, aos 41 anos, contou com duas partidas pela Liga dos Campeões em temporadas diferentes. Em 17 de junho de 2007, ele entrou no segundo tempo do embate contra o Tampere United, da Finlândia, quando perderam por 2 a 1. Segundo sites pesquisados, como Wikipedia e oGol, consta que ele fez mais partidas durante a temporada, quando o Murata conquistou o título do campeonato e da copa de San Marino. Com isso, nova vaga para a Liga dos Campeões.

Anúncios

Antes do início da segunda temporada, o Murata partiu para um sonho: tentar a contratação de Romário e… Michael Schumacher. Como sabemos, nenhuma das negociações teve o desfecho positivo. Convidado por Aldair, Romário estava pendendo a aceitar a proposta, mas a morte do pai fez com que mudasse de planos. O caso de Schumacher surgiu como interesse futebolístico, mas foi desmentido pelo diretor do clube, Denis Casadei, que alegou que o convite era apenas para um evento do clube, nada de jogar futebol.

Assim, a segunda partida continental de Aldair pela agremiação sanmarinense foi em 15 de julho de 2008, quando em Serravalle, o tricampeão nacional (únicos três títulos nacionais da história do “alvinegro) recebeu o sueco IFK Goteborg. Aldair esteve em campo durante 90 minutos, mas não evitou a goleada por 5 a 0. Na partida de volta, ele não atuou e assim encerrou a carreira definitivamente.

A passagem de Aldair pelo Murata é cercada de alguns mistérios como dissemos, pois não temos registros de quais os outros campeonatos ele participou, mas fica a história da terceira passagem por um clube de Liga dos Campeões da Europa: Benfica, Roma e Murata!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Add this code before the tag: