Conexão Futebol: qual o clube europeu de primeira divisão com mais brasileiros?

O Brasil é o maior exportador de jogadores do futebol mundial. Para se ter ideia, em novembro de 2019, o CIES Football Observatory publicou um levantamento que trazia o país com 466 brasileiros distribuídos entre as 31 principais ligas europeias pesquisadas segundo a instituição. Por isso, com base no banco de fichas técnicas do oGol.com, Soccerway e Wikipedia (com verificação de fonte), nós trazemos todos os clubes das primeiras divisões nacionais da Europa da temporada 2019/20 ou 2020 que contam com um jogador brasileiro, considerando os dados do dia 12 de abril de 2020, sem jogadores de times B ou que se naturalizaram.

Das 55 federações, apenas uma não tem campeonato que é Liechtenstein, que tem os clubes na pirâmide do futebol da Suíça e conta apenas com uma copa para definir o representante na Liga Europa. Nas 54 ligas de elite que pesquisamos, apenas cinco não tem brasileiros: Escócia, País de Gales, Irlanda do Norte, Irlanda e Islândia.

Não é surpresa que Portugal tenha todos os 18 clubes do campeonato local com brasileiros e que dos 15 clubes com mais jogadores nascidos no Brasil, a liga tenha dez clubes. No top 15, a Ucrânia tem duas e Armênia, França e Malta com um time na lista. Falando em Malta, o país é tradicional em ter brasileiros, por isso, 11 dos 14 clubes contam com um pedaço do nosso futebol. Entre as ligas, destaque ainda para a Itália (17 dos 20), Turquia (15 dos 18), Lituânia (cinco dos seis), Grécia e Bulgária (ambos com 10 dos 14).

Entre os torneios com brasileiros, a outra ponta do ranking tem jogadores solitários em Andorra, Montenegro, Ilhas Faroe, Luxemburgo e Noruega. A Eslovênia, também, tem apenas um clube, o Maribor, mas com dois brasileiros.

Nessa lista abaixo, nós separamos todos os clubes europeus de primeira divisão que contam com brasileiro, sendo que os oito primeiros constam com os nomes dos atletas. São 269 clubes dos 684 pesquisados que têm atletas tupiniquins. O primeiro daria para formar um time com três reservas. O primeiro número é que aparece é o quanto de brasileiros estão no plantel. Confira o trabalho.

15

Portimonense (Portugal): Samuel Portugal (G), Lucas Possignolo (Z), Jadson (Z), Henrique (LE), Júnior Tavares (LE), Willyan Rocha (Z), Rodrigo Freitas (Z), Matheus Caetano (Z), Igor Neves (Z), Rômulo Machado (V), Dener (V), Luquinhas (M), Lucas Fernandes (MA), Fernando Medeiros (V), Bruno Tabata (A) e Anderson Oliveira (A)

12

Gil Vicente (Portugal): Bruno Diniz (G), Wellington Luís (G), Denis (G), Rodrigão (Z), Arthur Henrique (LE), Ygor Nogueira (Z), Soares (V), João Afonso (V), Vitor Carvalho (V), Lourency (A), Sandro Lima (CA) e Lino (A)

Dênis, ex-São Paulo, faz boa temporada na meta do Gil Vicente

11

Paços de Ferreira (Portugal): Simão Bertelli (G), Bruno Teles (LE), Bruno Santos (LD), Maracás (Z), Marcelo (Z), Luiz Carlos (V), Denilson (A), Welthon (CA), Uilton Silva (A), Douglas Tanque (CA), Murilo (A)

Shakhtar Donetsk (Ucrânia): Ismaily (LE), Vitão (Z), Dodô (LD), Marcos Antônio (V), Dentinho (A), Alan Patrick (M), Maycon (V), Taison (A), Tetê (A), Marquinhos Cipriano (A) e Fernando (A)

10

FC Lviv (Ucrânia): Cléber Gomes (Z), Augusto (M), Welves (M), Jonatan Lima (V), Rafael Sabino (M), China (A), Alvaro (A), Matheus Iacovelli (CA), Renan Oliveira (A) e Filipe Pachtmann (A)

O FC Lviv tinha oito brasileiros no elenco, mas perdeu um para o futebol bielorrusso. Álvaro continua por lá

9

Boavista (Portugal): Rafael Bracali (G), Helton Leite (G), Marlon Xavier (LE), Lucas Tagliapietra (Z), Fabiano Leismann (Z), Neris (Z), Paulinho (M), Gustavo Sauer (A) e Cassiano (CA)

Famalicão (Portugal): Rafael Defendi (G), Vaná Alves (G), Gabriel Souza (G), Riccieli (Z), Lionn (LD), Patrick William (Z), Gustavo Assunção (V), Walterson Silva (A) e Anderson Oliveira (A)

Rio Ave (Portugal): Paulo Vitor (G), Matheus Reis (LE), Aderllan Santos (Z), Júnio Rocha (LD), Messias Jr (Z), Filipe Augusto (V), Diego Lopes (MA), Lucas Piazón (MA) e Leandro Silva (A)

8 (três clubes) | Vitória de Setúbal, Vitória de Guimarães e Braga (Portugal)

7 (quatro clubes) | Ararat Yerevan (Armênia), Lyon (França), Sirens (Malta) e Santa Clara (Portugal)

Wellington Petinha (azul) é um dos sete brasileiros do Sirens, de Malta

6 (quatro clubes) | Moreirense, Marítimo, Aves (Portugal) e DOXA (Chipre)

5 (nove clubes) | Tsarsko Selo (Bulgária), Real Madrid (Espanha), PAOK (Grécia), Roma (Itália), Panevezys (Lituânia), Santa Lucia, Birkirkara (Malta), Sporting (Portugal) e Sion (Suíça)

4 (nove clubes) | Alashkert (Armênia), Ludogorets Razgrad, CSKA Sofia (Bulgária), Udinese (Itália), Senglea Athletics, Floriana (Malta), Cracovia Kraków (Polônia), Tondela e Benfica (Portugal)

3 (28 clubes) | Vllaznia Shkoder (Albânia), Wolfsburg (Alemanha), Yerevan (Armênia), Vitebsk (Belarus), Osijek (Croácia), Midtjylland (Dinamarca), Helsingfors IFK (Finlândia), Paris Saint-Germain, Lille (França), OFI (Grécia), Kisvárda (Hungria), Manchester City, Liverpool (Inglaterra), Vushtrria (Kosovo), Lazio, Juventus (Itália), Riga (Letônia), Makedonija GP (Macedônia do Norte), Sliema Wanderers, Mosta, Gudja United (Malta), Sheriff Tiraspol (Moldávia), Porto (Portugal), Akhmat Grozny (Rússia), Sivasspor, Kayserispor, Goztepe e Antalyaspor (Turquia)

Evander, ex-Vasco, é o grande destaque do Midtjylland, atual líder do Dinamarquês

2 (83 clubes) | Flamurtari Vlore (Albânia), Bayer Leverkusen (Alemanha), SKN St. Pölten, Red Bull Salzburg (Áustria), Qarabag (Azerbaijão), Sint-Truiden, Cercle Brugge (Bélgica), Torpedo Zhodino (Belarus), Zvijezda 09 (Bósnia-Herzegovina), Loko Plovdiv, Dunav, Arda Kardzhali (Bulgária), Omonia, Olympiakos Nicosia, Nea Salamis (Chipre), Slovan Bratislava, Nitra (Eslováquia), Maribor (Eslovênia), Valladolid, Sevilla, Getafe, Betis, Barcelona, Atlético Madrid (Espanha), Nomme Kalju (Estônia), KuPS (Finlândia), Nice, Nantes, Monaco, Bordeaux (França), Dinamo Batumi (Geórgia), Lynx (Gibraltar), Skoda Xanthi, Olympiacos, Lamia, Atromitos (Grécia), Ajax (Holanda), Ferencváros (Hungria), Watford, Manchester United, Everton, Aston Villa, Arsenal (Inglaterra), Kiryat Shmona (Israel), Torino, SPAL, Sassuolo, Milan, Lecce, Hellas Verona, Fiorentina, Cagliari, Bologna (Itália), Ventspils, RFS, Liepaja (Letônia), Shkupi (Macedônia do Norte), Hibernians, Gzira United, Balzan Youths (Malta), Wisla Kraków (Polônia), Belenenses (Portugal), MFK Karviná (Tchéquia), Hermannstadt (Romênia), Zenit St Petersburg, Krasnodar (Rússia), Pennarossa (San Marino), Kalmar, Hammarby (Suécia), Luzern, Basel (Suíça), Trabzonspor, Konyaspor, Gençlerbirligi, Gazisehir Gaziantep, Galatasaray, Fenerbahçe, Caykur Rizespor, Basaksehir, Alanyaspor (Turquia), Zorya e Vorskla (Ucrânia)

1 (122 clubes) | Tirana, Partizani Tirana, Laci, Bylis Ballsh (Albânia), Hoffenheim, Hertha Berlim, Borussia Mönchengladbach, Bayern Munique, Augsburg (Alemanha), Sant Julià (Andorra), Urartu, Lori, Gandzasar (Armênia), WSG Tirol, SCR Altach, LASK Linz (Áustria), Neftchi Baku, Sabah (Azerbaijão), Zulte Waregem, Royal Antwerp, Oostende, Kortrijk, Genk (Bélgica), Rukh Brest, Energetik-BGU (Belarus), Velez Mostar, Sarajevo (Bósnia-Herzegovina), Levski Sofia, Cherno More, Botev Plovdiv, Beroe (Bulgária), Ordabasy, Okzhetpes (Cazaquistão), Ethnikos Achnas, ENP, APOEL Nicosia (Chipre), Slaven Belupo, Lokomotiva Zagreb, HNK Rijeka, Hajduk Split (Croácia), Silkeborg (Dinamarca), Zlaté Moravce, Spartak Trnava, Sered, Senica, Pohronie (Eslováquia), Valencia, Real Sociedad, Espanyol, Eibar, Celta, Alavés (Espanha), Paide Linnameeskond (Estônia), SJK, Inter Turku, Ilves Tampere (Finlândia), Saint-Étienne, Rennes, Montpellier (França), Dinamo Tbilisi, Dila Gori (Geórgia), Mons Calpe, Magpies (Gibraltar), Panionios, Panetolikos, Larissa, Aris (Grécia), Feyenoord, Heracles Almelo (Holanda), IF Fuglafjorour (Ilhas Faroe), West Ham, Tottenham, Newcastle, Chelsea, Brighton & Hove Albion (Inglaterra), Gjilani, Feronikeli, Drita (Kosovo), Hapoel Hadera, Bnei Yehuda, Beitar Jerusalem, Maccabi Tel Aviv, Ashdod (Israel), Sampdoria, Parma, Napoli, Atalanta (Itália), Zalgiris, Suduva, Riteriai, Banga Gargzdai (Lituânia), Racing Union (Luxemburgo), Vardar Skopje, Borec Veles (Macedônia), Speranta Nisporeni (Moldávia), Rudar Pljevlja (Montenegro), Sandefjord (Noruega), Legia Varsóvia, Lechia Gdansk, Arka Gdynia (Polônia), Voluntari, Viitorul Constanta, Gaz Metan, Clinceni, CFR Cluj (Romênia), Spartak Moskow, Rubin Kazan, Lokomotiv Moskow (Rússia), Fiorentino (San Marino), Mladost Lucani, Proleter Novi Sad (Sérvia), Orebro (Suécia), Zürich, St. Gallen, Neuchâtel Xamax (Suíça), Slavia Praga, Mladá Boleslav, Baník Ostrava (Tchéquia), Besiktas, Ankaragücü (Turquia), Olimpik Donetsk e Dnipro-1 (Ucrânia)

O único brasileiro a atuar na Noruega é Zé Eduardo, com passagem pela seleção brasileira de base

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Add this code before the tag: