Quem é o maior campeão de divisões paulistas diferentes?

Entre 2001 e 2003, o futebol paulista contou com seis divisões. Se considerarmos a extinta Série B-2, o quinto nível, foram 13 anos de disputa (1978 e 1979 e 1944 a 2004). Assim, inúmeros clubes viveram gangorras ou ascensões meteóricas. Para se ter ideia, o Paulista Série B-3 de 2001 teve a participação do Grêmio Barueri, que oito anos depois estava na primeira divisão nacional.

Em janeiro de 2017, o Oeste divulgou, como sempre fazia, a escalação para a partida contra o Guarani, pelo Paulista Série A-2. O que chamou atenção é que na parte inferior direita temos os dizeres “Campeão de ‘quase’ tudo!”. A razão: o clube tem na galeria de troféus, taças do Paulista Série A-2, A-3, B-1 e B2, além do Troféu do Interior (Série A-1) e a Série C, o que faz da equipe que era de Itápolis e está em Barueri, o clube paulista com maior número de títulos de divisões diferentes no estado.

São cinco títulos estaduais em quatro níveis diferentes, sendo a Série A-2 2003, Série A-3 1992 e 2002, Série B-1 1998 e Série B-2 1997. É o único do estado a alcançar esse feito, pois logo atrás temos nove clubes com três taças de divisões diferentes, incluindo dois campeões da primeira divisão estadual, que apresentamos abaixo, exceto o clube rubro-negro já apresentado.

O Oeste campeão da Série A-3 1992

2° Inter de Limeira e São Caetano

São os únicos clube no Brasil que tem títulos das três primeiras divisões estaduais. Sobre a Inter de Limeira, o maior título foi em 1986 quando alcançou o topo da elite paulista. Na Série A-2, onde é um dos maiores campeões do escalão, garantiu as taças em 1978, 1996 e 2004. Em 1966, conquistou a terceira divisão paulista dividida com a Ituveravense.

O título paulista de 1966 da Inter de Limeira

Em 2004, foi a vez do Azulão garantir a taça da primeira divisão paulista, reeditando uma final sem a presença da capital, quando derrotou o Paulista de Jundiaí. A ascensão que o clube teve começou em 1998, quando venceu a Série A-3 (sete anos depois de ter conquistado a divisão pela primeira vez) e em 2000 subiu para a primeira divisão, ao vencer a A-2. O São Caetano voltou a vencer o segundo escalão em 2017, totalizando cinco títulos paulistas em três divisões diferentes.

4º Bragantino

Em 1990, São Paulo viveu a alternativíssima Final Caipira, com o encontro do Bragantino de Vanderlei Luxemburgo e o Novorizontino de Nelsinho Baptista. Com Mauro Silva no elenco, o Braga alcançou o título estadual. O clube agora comandado pela Red Bull tem dois títulos da segunda divisão, conquistado em 1965 e 1988. O terceiro título de divisão paulista foi em 1979, quando venceu a quinta divisão paulista, 11 anos antes de chegar ao topo do estado.

A Série A-2 1965 foi conquistada no Bragantino

5° São José e Taquaritinga

O time do Taquaritinga de 1982

Os dois clubes contam com quatro títulos paulistas, sendo dois da Série A-2, uma A-3 e uma Segunda Divisão (ou B-1 anteriormente). O São José, mais tradicional, venceu a segunda divisão em 1972 e 1980, enquanto o Taquaritinga levou a taça em 1982 e 1992. Em 1964 e 1965, a dupla ficou com título, sendo o primeiro do CAT. Um ano antes, a Águia do Vale conquistou a então chamada “Terceira Divisão” e em 1997, o Taquaritinga venceu o escalão.

São José campeão de 1980

7° Matonense

No final do século passado, a Matonense foi responsável por uma ascensão incrível com três títulos estaduais seguidos: Série B-1 1995, Série A-3 1996 e Série A-2 1997, engatando com cinco participações consecutivas e inéditas na elite estadual. Após uma derrocada, conquistou o título da quarta divisão paulista, novamente, em 2013, mas vive uma gangorra desde então.

O título mais recente entre os citados é da Matonense em 2013

8° Luzitano e Ordem e Progresso

São os únicos clubes dessa lista que não estão ativos. As duas equipes são da capital São Paulo e representam uma época dos primórdios da disputa estadual, com títulos entre os anos 1920 e 1940, quando a Associação Paulista de Esportes Atléticos (APEA) era organizadora dos campeonatos locais. O Luzitano venceu a segunda, terceira e quarta divisão estadual em 1935, 1931 e 1929, respectivamente. O Ordem e Progresso venceu em 1939, 1929 e 1928 seguindo a ordem supracitada.

10° Flamengo de Guarulhos

Com cerca de um milhão e 400 mil habitantes, Guarulhos é um dos casos mais estranhos do futebol brasileiro, pois nunca teve um clube na primeira divisão estadual. O tradicional Flamengo de Guarulhos conquistou por uma vez, cada, a Série A-3, Série B-1 e Série B-2. Foram dois acessos e títulos seguidos em 1999 e 2000, quando saiu da B-2 rumo à A-3. Oito anos depois, conquistou a Série A-3.

O título de 12 anos atrás do Flamengo de Guarulhos

Curiosidade

Corinthians “B”, Jabaquara e Força foram os campeões das três edições do Paulista Série B-3. Se considerarmos, o CNPJ, o Corinthians tem dois títulos de divisões diferentes, sendo 30 taças da Série A-1 e o título da B-3 2001, a primeira edição realizada. Porém, o caso mais claro é do Jabaquara que tem dois títulos de escalões diferentes, sendo o primeiro, o Paulista Série A-3 de 1993 e nove anos depois, a B-3. O Força tem apenas esse título na história.

3 comentários

  1. E o São Caetano?

    A1 em 2004
    A2 em 2000 e 2017
    A3 em 1991 e 1998

    É campeão paulista e nem consta nessa lista, pq? 😠

  2. Acho triste o ódio da maioria dos que acompanham o futebol com o Oeste, clube antigo e tradicional, que sempre jogou as divisões inferiores do paulista, mas pra essa galera só pode ser querido se não fazer investimento pra poder crescer, tem que ficar na pequenez

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: