Da A à D, nunca teve W ou Z



Anúncios

Em 11 de maio de 2019, Oeste e Operário (PR) entraram em campo pela Série B, um confronto que quebrou uma sequência: desde 1992 que a Série B não tinha duas equipes com a letra O como inicial, quando Operário-MT e Operário-MS participaram da edição.

Na história das quatro divisões nacionais, apenas duas letras nunca tiveram clubes como inicial de um nome. Por exemplo, as letras Q e K tiveram apenas um clube, cada, em disputas: Quixadá-CE (Série C 1997) e Kaburé-TO (Série C 1995 e 1996). Com a letra X se considera os XVs de Jaú e de Piracicaba, ambos de São Paulo. Há dois com numeral: 15 de Campo Bom (RS) e 4 de Julho (PI). Assim, nunca houve clubes com a letras W e Z na história de todas as séries.

Historicamente, clubes com W ou Z não são criados aos montes no Brasil. Dos que encontramos pelo site Futebol Nacional, que reúne informações de centenas de equipes brasileiras, encontramos apenas sete times com W (cinco) e Z (dois), sendo que apenas três estiveram no nível profissional. Desses, apenas um ficou “perto” de chegar a uma série do Campeonato Brasileiro. Vamos viajar alfabeticamente pelo mapa do futebol brasileiro para conferir quais são essas equipes.

Zumbi – Alagoas

Sem dúvidas, o clube da “dupla W-Z” que mais chegou perto de disputar uma divisão nacional, mesmo que não tenha ficado tão perto assim!!! Entre 1996 e 1999, o clube que carrega um nome histórico disputou o Alagoano, mas não não conseguiu ser campeão (ou melhor colocado) estadual, o que definia a vaga na maioria das vezes, tanto que o CSA nesse período foi quem representou o estado, com o adendo do CRB que estava na Série B. A melhor colocação no Estadual foi um quinto lugar em 1998. Tirando o clube de União dos Palmares os outros dessa lista ficaram bem longe de uma divisão nacional.

O Zumbi disputou o Alagoano Segunda Divisão em 2019 (Foto: Ivan Nunes/Arquivo Pessoal)
Anúncios

Zaeli Umuarama – Paraná

Em 1997, o Clube Esportes Umuarama foi fundado. Três anos depois, a Zaeli, indústria alimentícia com sede na cidade, resolveu assumir a equipe e mudar o nome. Passou a se chamar Zaeli Umuarama, mas apenas por uma temporada. Não teria chance alguma de participar de uma divisão nacional, pois estava na segunda divisão, quando foi eliminado na segunda fase.

Anúncios

Wenceslauense – São Paulo

A Associação Atlética Wenceslauense foi fundada em 1942, mas demorou para entrar no futebol profissional e foi por apenas uma temporada. Em 1966, a equipe disputou a quarta divisão paulista. Foi a única vez que esteve na pirâmide do futebol do estado, ficando bem longe de uma disputa nacional, que na época ainda era a Taça Brasil.

O site Futebol Nacional apresenta mais clubes com o W como letra inicial, mas sem histórico de participação na pirâmide do desporto estadual, como o:

White Star (SP): clube de Campinas que participou de campeonato municipais e interioranos paulistas entre 1915 e 1919.

William Feres (MG): com sede em Uberlândia, a equipe foi uma das fundadoras do Campeonato Amador da cidade, em 1943. Não expandiu sua estrutura para o futebol profissional.

Wille (SP): de Santos, a equipe foi mais uma com histórico apenas de campeonato municipal, quando esteve na disputa nos anos de 1940 e 1963, segundo o site Futebol Nacional.

Wisth (RJ): no longínquo ano de 1920, o Wisth foi um dos participantes do Campeonato Amador de São Gonçalo. Ficou apenas nesse nível e não disputou competições da pirâmide estadual.

2 thoughts on “Da A à D, nunca teve W ou Z”

  1. Felipe Luchiari Velber disse:

    Matéria muito legal, tema muito bem pensado.

  2. Jeferson disse:

    Bela matéria! Bastante interessante!

Deixe uma resposta

TopBack to Top
%d blogueiros gostam disto: