Escócia: chegou a hora de Kim Little | #DebutantesMundial

No futebol feminino, uma das mais talentosas atletas da década é a escocesa Kim Little. Formada pelo Hibernian e com nove temporadas de Arsenal, incluindo a última onde foi campeã inglesa (e com um hiato de três anos para jogar na Austrália e Estados Unidos), a meia-atacante teve duas chances de chegar a Copa, mas sem sucesso, pois a seleção ainda estava em desenvolvimento.

Kim Little é diferenciada. Teremos a oportunidade de vê-la pela primeira vez em um Mundial

Estrear é um verbo bem presente nos últimos anos da seleção, pois foi debutante na Euro 2017, quando Kim poderia ter disputado, mas uma grave lesão a tirou do continental. A participação internacional dela fica restrita ao selecionado da Grã-Bretanha nas Olimpíadas de Londres 2012, mas sem anotar gols nas quatro partidas da campanha.

A seleção escocesa mudou de patamar, com jogadoras deixando o país ou clubes menores da Inglaterra para serem importantes em clubes maiores da Terra da Rainha. O que demonstra isso é que o elenco tem além de Little, as atacantes Evans (Arsenal) e Cuhtbert (Chelsea) e o trio do Manchester City formado pela defensora Beattie, a meia Weir e a atacante Emslie, os três melhores clubes da temporada inglesa.

Do elenco que disputou a Euro 2017, 17 jogadoras foram mantidas. Beattie, Emslie e Little, supracitadas, não estavam na equipe, assim como, Lizzie Arnot e todas devem ser titulares na competição. A trajetória da Escócia pode ter o carimbo de estreante, mas a seleção competirá em bom nível, pensando na segunda fase, onde terá Japão e Inglaterra como adversários diretos.

Elenco e time-base

(4-4-1-1) Alexander; Howard, Corsie, Beattie, Docherty; Arnot, Crichton, Weir e Emslie; Little; Cuthbert

Jogo da classificação

4 de setembro de 2018 | Albânia 1×2 Escócia

Disputando a liderança rodada a rodada com a Suíça, a Escócia precisava vencer por uma goleada para ultrapassar as adversárias, que empataram sem gols com a Polônia. A vitória contra a Albânia garantiu a inédita vaga

Retrospecto contra os adversários

A seleção escocesa consta com quatro encontros contra Inglaterra, desde 2002, com uma vitória, um empate e duas derrotas. A última partida foi pela qualificatória da Euro 2017, onde as inglesas fizeram 6 a 0. Não há registros de partidas contra o Japão e Argentina.

A goleada sofrida contra a Inglaterra pareceu um erro de percurso. Terão outra chance na França

Pirâmide do futebol feminino nacional

A Escócia conta com cinco divisões voltadas a modalidade, com um total de 88 clubes:

  • Primeira Divisão: Scottish Women’s Premier League 1 – oito clubes
  • Segunda Divisão: Scottish Women’s Premier League 2 – oito clubes
  • Terceira Divisão: Scottish Women’s Football League First Division – 24 clubes divididos em duas conferências
  • Quarta Divisão: Scottish Women’s Football League Second Division – 40 clubes divididos em quatro conferências
  • Quinta Divisão: Highlands and Islands League – oito clubes (fundada esse ano e, por isso, ainda não faz parte da pirâmide de maneira oficial)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Add this code before the tag: