Revista Série Z BRASIL,CAMISA 10,SÃO PAULO Três perguntas para Roque Júnior, diretor de futebol da Ferroviária

Três perguntas para Roque Júnior, diretor de futebol da Ferroviária



Anúncios

Membro de um seleto grupo de jogadores que conquistaram Copa do Mundo, Liga dos Campeões e Libertadores, Roque Júnior se aposentou em 2010. Cinco anos depois, teve a primeira experiência como treinador pelo XV de Piracicaba e em 2017 comandou o Ituano. Nesse período, se especializou na área técnica e de gestão do futebol. Desde junho do ano passado é o diretor de futebol da Ferroviária.

Batemos um papo com o ex-zagueiro sobre como é estar nessa função em clube da quarta divisão nacional, logo após o time grená vencer o Maringá, por 2 a 0, fora de casa, pela terceira rodada da Série D 2019.

Como é ser diretor de um clube que está na Série D? Quais as dificuldades que enfrenta?

É um campeonato muito difícil, muito curto. Na verdade, são seis jogos para se classificar e depois é mata-mata. A gente tem que mudar todo elenco, normalmente, como nesse e no ano passado. Então, essas são as dificuldades.

Qual a situação estrutural e financeira da Ferroviária, atualmente?

Temos dificuldades. Claro que o objetivo (do clube) é estar na Série B em cinco, seis anos, mas passamos por dificuldades. Conseguimos dentro da gestão, com muito esforço, manter o pagamento de todos funcionários e jogadores. Investimos bastante na base, com bons jogadores, mas o grande gargalo é subir, é tentar subir para a Série C e depois para a B.

Muito se discute, o fato dos clubes grandes terem muitos jogos e os pequenos poucos jogos. Como você analisa esse cenário do futebol brasileiro?

É bem complexo. Como você disse aí: alguns lutam para ter menos e outros para ter mais. Tem que se sentar com todo mundo na mesa e se discutir mais profundamente esse calendário. Temos que ver, também, os times que querem jogar mais, que tem condição. O assunto é bem complexo. Eu não consigo te dar nenhuma resposta certeira, mas uma é que se tem que conversar.

Deixe uma resposta

TopBack to Top
%d blogueiros gostam disto: