Treze: procura-se um 8º lugar | #AscendentesSérieC

O sentimento no Galo é de volta para casa. O alvinegro é o único ascendente de 2019 que participou da chamada “era moderna” da Série C. Em 2018, a equipe teve confronto difícil com o Caxias para subir, mas comandado por Marcelinho Paraíba chegou a subida, feito que ficou maior ainda com a falha do rival Campinense no jogo de acesso.

O primeiro quadrimestre

Sem dúvidas, foi o pior entre os ascendentes. Se pudesse a equipe contaria 2019 a partir de 27 de março, data que a equipe venceu o Campinense e garantiu a permanência no Paraibano com as próprias forças. É isso mesmo, o Treze viu o rebaixamento o ameaça-lo de maneira real no Estadual, sendo que apenas na última rodada garantiu a estadia. Se perdesse e o Serrano vencesse, cairia. O vexame serviu para ver que não seria nada suficiente para a disputa da Série C, ainda mais pela disparidade em comparação ao Botafogo, que faz companhia na divisão.

Perspectiva e expectativa

Mais da metade do elenco do Campeonato Paraibano dispensado e 14 contratações para a Série C. Pelo primeiro quadrimestre, o Treze partiria como favorito ao rebaixamento. Foi de longe, o que teve pior campanha entre as dez equipes do Grupo A. Com mais de um time contratado, a expectativa é de mudar o patamar, mas pensar em classificação às quartas não dá. O time é uma incógnita. As primeiras rodadas darão a real situação do novo time que será comandado por Flávio Araújo, o terceiro treinador na temporada. Entre os contratados, os dois que chamam mais atenção participaram da campanha de acesso: o meia-atacante Marcelinho Paraíba, ele mesmo, e o zagueiro Ítalo, um dos ídolos recentes do Galo da Borborema. O goleiro Mauro Iguatu, o zagueiro Brumati e os volantes Coppetti e Elielton que participaram da Série D passada, disputaram o Estadual e permanecem na equipe. Tudo mudou! Resta esperar.

Time-base

Mauro Iguatu; Thiaguinho, Júlio Pit, Ítalo, Silva; Copetti (Patrick), Fernando Guilherme; Gil (Vanger), Marcelinho Paraíba e Jean Natal; Marcão

Craque

Marcelinho Paraíba | 43 anos – Meia-atacante | Último clube: Perilima – 2019

Encontro com os ascendentes

  • Imperatriz | Fora | Sábado, 11/05, às 19h
  • Ferroviário | Fora | Domingo, 09/06, às 16h
  • Imperatriz | Casa | 13-14/07
  • Ferroviário | Casa | 10-11/08

História na Série C

É o mais experiente dos ascendentes, com 13 participações (a 14ª em 2019), sendo um dos 20 clubes com mais aparições na divisão. É, também, o único que participou do formato moderno, entre 2012 e 2014, chegando a disputar o jogo do acesso em 2013, quando perdeu para o Vila Nova. Antes da remodelação, a equipe teve melhor campanha em 2005, quando foi 5º colocado, chegando a penúltima fase da competição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close