Os reencontros do Operário na Série B

Em 2017, o Operário estava na Série D e disputava a segunda divisão do Paranaense. No âmbito nacional, a equipe teve sucesso com acesso e título do escalão. Quando chegou na Série C passada, a expectativa era pela permanência, mas sempre pensando que chegar as quartas de final, pois era algo possível. A equipe foi líder do grupo, venceu o Santa Cruz nas quartas e chegou ao título. De repente, a Série B chegou, mas com planejamento e continuidade como parâmetros essenciais, apesar dos erros de percurso, como a estadia de duas temporadas no Divisão de Acesso estadual.

Na história, o Fastasma tem quatro participações na Série B. Quando entrar em campo na sexta-feira, dia 26 de abril, 19h15, contra o América Mineiro, em casa, o clube começará a quinta disputa do nível, mas a primeira em um formato de pontos corridos. Dos 19 clubes que enfrentará na edição 2019, apenas quatro passaram pela história alvinegra nas outras quatro oportunidades que teve,

A primeira participação foi em 1980, quando o campeonato tinha oito grupos de oito equipes na primeira fase. A campanha não foi boa, com duas vitórias e cinco derrotas. América (SP), Caxias, Maringá, XV de Piracicaba, Novo Hamburgo, Avaí e Figueirense foram os adversários, sendo o último, o único que reencontrará em 2019. Trinta e nove anos atrás, o Fantasma não tem uma lembrança nada boa, pois foi goleado por 5 a 1. As equipes se reencontrarão na 19ª rodada, dia 27 de agosto.

Em 1989, o clube voltou a divisão, mas sem nenhum adversário que terá esse ano, quando encarou Foz do Iguaçu, Caxias, Pinheiros, Joinville, Noroeste, Grêmio Maringá e Juventude.

Um ano depois, a equipe fez a melhor campanha na Série B, quando chegou na penúltima fase, lutando pelo acesso, mas terminando com um honroso 5º lugar geral. Americano, Catuense, Central, Itaperuna e Juventus foram os adversários na etapa inicial. Na seguinte, Remo e Itaperuna foram eliminados, pois o Operário, líder da chave, teve dois encontros com o Sport. Na partida de ida, o Operário venceu por 2 a 1, enquanto no returno, empate sem gols na Ilha do Retiro. O Sport, que enfrentará em 1º de junho, às 11 da matina, é o único clube dos reencontros que o Operário nunca perdeu. Ainda nessa edição, na terceira fase, a equipe teve o Criciúma como adversário, quando empatou sem gols no Germano Krüger e foi goleado, fora, por 5 a 1. Os catarinenses não deixam boas lembranças para o Fantasma. Estes voltam a se enfrentar na 14ª rodada, no dia 2 ou 3 de agosto.

Acostumado em enfrentar o Londrina no Paranaense, talvez, o jogo mais clássico do interior paranaense. Os dois tiveram um encontro na Série B 1991. Na rodada de estreia do Grupo 7, a partida foi realizada em Ponta Grossa, com o Tubarão vencendo por 3 a 1. Na volta, o outro revés para os londrinenses, com um 1 a 0. O Londrina seguiu e o Operário parou na primeira fase.

No Paranaense 2019, Operário e Londrina ficaram no empate de 1 a 1 (Foto: GloboEsporte.com/PR)

Em 2019, o Paraná terá um minicampeonato dentro da Série B, com quatro equipes. O Operário está acostumado a enfrentar Coritiba e Paraná, mas os confrontos serão inéditos na Série B. O Fantasma terá 15 confrontos inéditos na nova era que a equipe entrará, pensando primeiramente na permanência e vencer é o caminho para isso, obviamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close