Os Debutantes da África #1: de Cabo Verde ao Moçambique

Para finalizar a nossa viagem ao redor do mundo com os debutantes das ligas nacionais que começaram nesse primeiro semestre chegamos até a África. São oito países que contam com estreantes. Tem muita história legal, como time que homenageava um gigante inglês, mas mudou o nome; informações escassas de outros e equipes bem novas que já chegaram ao primeiro nível. Aproveite essa nossa última parte.

Avion du Nkam Football Club – Camarões

São totalmente escassas as informações sobre o Avion du Nkam, debutante da MTN Elite One. Em alguns sites, a equipe também é citada com outro nome: Avion Academy. Pelo que parece era o nome utilizado até o acesso inédito da equipe de Douala.

Mlatho Mponela Football Club – Malawi

Esse aqui já é conhecido pelos seguidores da Revista Série Z, pois recentemente postamos uma foto do time posado em um formato bem “diferentão”. A equipe foi fundada em janeiro de 2014, com sede em Mponela, região central do país. Conquistou o acesso ano passado e busca cumprir a missão de estabelecer “uma conexão duradoura entre o futebol como negócio e o futebol como uma ferramenta para a mudança social”.

Ntopwa United Football Club – Malawi

O Ntopwa United é mais um debutante com poucas informações concretas. Pegando como base uma página desatualizada da equipe no Facebook, desde 2014 o clube está em atividade. Desde então, não há registros na primeira divisão, por isso consta nessa lista. A equipe subiu como vice-campeã da Conferência Sul da segunda divisão, pois o campeão foi o time B do Nyasa Big Bullets, que não pode subir.

Baía de Pemba Futebol Clube – Moçambique

Em Pemba, norte moçambicano, o clube de tradição é o Ferroviário, mas a força agora está nas mãos do Baía, clube fundado em 2013 por jovens de Paquitequete, subúrbio do município (quando criado se chamava Liga Desportiva Muçulmana de Paquitequete). A equipe foi campeã da segunda divisão, mas correu risco de ficar fora da elite, devido a falta de garantias, como estádio para mandar jogos e questões financeiras para arcar com salários. Tudo foi resolvido e a equipe está confirmada para novamente Cabo Delgado ter um clube no Moçambola.

Kada City Football Club – Nigéria

A Nigeria Professional Football League começou no meio de janeiro. Não fazia nem um ano que o Kada City era fundado, pois foi criado no penúltimo fevereiro. A equipe venceu o playoff de acesso contra o Bendel Insurance para chegar em apenas um ano na elite (posteriormente, o Bendel, também, garantiu, pois, a liga foi aumentada). O Kada é o único representante do estado de Kaduna na divisão.

Jazeera Sports Club – Somália

Tentamos de todas as formas possíveis encontrar informações sobre o Jazeera, mas a única coisa que possibilitou estar nessa lista é o histórico do Campeonato Somali que não tem registros do novato.

Circuit City Football Club – Zâmbia

O nome dá a impressão de que é comandado por uma empresa. Em Lusaka, capital zambiana, há um shopping de mesmo nome, mas não encontramos informações exatas se há relação ou não. O clube foi fundado em 2014, mas apenas no ano passado conquistou o acesso com o título da Division One Zone One.

Maestro United Zambia (MUZA) – Zâmbia

Quando conquistou o inédito acesso à Super League, o MUZA homenageava um grande clube inglês. Se chamava Manchester United Zambia Academy, que não tinha vínculo algum com os Diabos Vermelhos. A mudança foi confirmada em janeiro. A equipe conseguiu muitos fãs pelo nome, mas decidiu mudar, talvez, com receio de possíveis ações judiciais. Houve boatos que a equipe deixaria Mazabuka e rumar a Lusaka, mas foi rechaçado pela diretoria.

Manica Diamonds Football Club – Zimbabwe

A Companhia Consolidada de Diamantes do Zimbabew (tradução literal) é sediada em Mutare, quarta cidade mais populosa do país. Para promover algo para a comunidade local, a empresa decidiu criar o Manica Diamonds, em 2017. No ano seguinte, estreou na Conferência Leste da segunda divisão local e conquistou o título. Para 2019, investiu alto, como a contratação do zagueiro Partson Jaure, que tem 18 jogos pela seleção zimbabuana.

Mushowani Stars Football Club – Zimbabwe

Fundado em 2011, o Mushowani Stars estreou na pirâmide do futebol nacional na terceira divisão nacional, onde conquistou acesso em 2013. Foram cinco anos na segunda divisão, até vencer a Conferência Norte no ano passado e garantir o acesso inédito. É a segunda vez que Mashonaland, região norte do país tem um representante na elite.

TelOne Football Club – Zimbabwe

A TelOne é a maior empresa de telecomunicações do Zimbabwe. De maneira paraestatal é a segunda de maior escala na África Austral, sul do continente. Em 2016, a companhia fundou o clube, que tem um apelido genial: WiFi Boys. Conseguiu o inédito acesso após garantir o título da Conferência Central da segunda divisão.

O caso de Cabo Verde

A liga de Cabo Verde é bem inusitada. Por lá, as equipes se classificam para a disputa nacional via campeonatos regionais. Seria como se o Brasileirão tivesse os 27 campeões estaduais, que já foi usado nas primeiras edições da disputa. Além dos campeões regionais, o vencedor da última temporada garante vaga automática. Por lá, ainda restam duas vagas a serem definidas. Por enquanto, há dois debutantes definidos: o Oásis Atlântico (campeão da Liga Insular do Sal) e a UD Santo Crucifixo (campeão da Liga Insular do Santo Antão Norte).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close