Codru Lozova: de repente, o acesso! E agora? | #DebutantesEuropa

Bem superior na campanha Campeonato Moldavo da Segunda Divisão em 2018, o Codru Lozova foi uma surpresa, pois nunca havia lutado pelo acesso em outras temporadas. Com oito pontos de vantagem, a equipe terminou com 48 pontos, sendo 16 vitórias, seis empates e apenas duas derrotas, incluindo o melhor ataque (53 gols) e melhor defesa (20). A luta é para ficar na divisão, ainda mais para provar que o acesso não foi um “susto”

Quem é?

Fundado em 2008, o Fotbal Club Codru Lozova entrou na pirâmide do futebol moldavo apenas em 2015, quando disputou a conferência Centro da Divizia B, terceiro escalão local. Ficou com o vice-campeonato do grupo, mas foi alçado a segunda divisão seguinte com desistência de outrem. Foram três participações de marasmo: oitavo lugar (entre 14) em 2015-16, 13° (entre 15) em 2016/17 e 11° (entre 13) em 2017, sendo que nesse último ano era para ter sido rebaixado, mas pela falta de equipes da edição seguinte, foi mantido. Dessa maneira meio torta, a equipe fez uma temporada 2018 fora da curva e conquistou o acesso.

Perspectiva e expectativa

Como supracitado, o Codru Lozova tem o desafio de demonstrar que a mudança de patamar em 2018 não foi por acaso, que não se tratou de um “Eita! Subimos e agora?”. O elenco para 2019 demonstra que, ao menos, o time se esforçou para mudar o elenco, com 19 contratações, sendo apenas um estrangeiro, com jogadores que estavam na elite local e nascidos no país que estavam fora. A política de contratações foi de escolher jogadores entre 20 e 25 anos como base, com destaque para o trio de meias vindos do Dinamo-Auto: Denis Janu (23), Corneliu Tibuleac (22) e Cristian Jalba (22). O único reforço que foge dessa característica é o atacante Ghenadie Orbu, de 36 anos, que esteve 14 anos no FC Dacia. Os mais experientes do título de 2018 ficaram, coincidência ou não, são todos defensores: Ochinca (35), Cravcescu (34) e Igor Andronic (31). Ficar em sétimo lugar (entre os oito clubes) será uma conquista e tanto para começar a se provar de fato dentro da Moldávia.

Craque

Igor Andronic | 31 anos – Lateral-direito | Formado no tradicional Zimbru, Andronic é o único do elenco com experiência na seleção, quando participou de um amistoso contra o Catar em janeiro de 2017, que terminou 1 a 1. Chegou a se aposentar quatro anos atrás devido a um acidente e é considerado muito bem-sucedido fora dos gramados sendo dono de um restaurante.

Estádio

Ghidighici (1.500 espectadores)

Curtir

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close