Globo e o feito inédito no futebol potiguar

Na centenária história (completa 100 anos em 2019) do Campeonato Potiguar, ABC e América juntos contam com 90 títulos, uma hegemonia e autoridade vista em poucos estados. Essa discrepância em relação as outras equipes, como os tradicionais Alecrim, Potiguar e Baraúnas tornou natural que dominassem as participações em edições do Brasileirão, mas 2018 contou com um ponto fora da curva.

Pela primeira vez, um clube potiguar ficou a frente de ABC e América na pirâmide do futebol nacional com os dois clubes da capital disputando alguma divisão. O responsável por esse feito é o Globo, que ficou em 14º lugar na Série C 2018, uma posição acima do ABC, e consequentemente teve melhor campanha que América e ASSU que disputaram a quarta divisão. Na última rodada da primeira fase da Série C, o Globo ficou no empate sem gols com o Confiança, desempatando a disputa com o ABC, que perdeu pelo placar mínimo para o Atlético Acreano. A Águia ficou com 22 pontos, um a mais que o alvinegro.

Desde 1971, apenas uma vez que um clube fora da dupla teve melhor campanha, no caso, o Alecrim, em 1986, que disputou o primeiro escalão nacional, enquanto o América estava na segunda e o ABC sem divisão. O caso do Globo é inédito, pois foi a primeira vez que um potiguar ficou a frente com os dois grandes natalenses disputando o Brasileirão.

Time do Alecrim, que conquistou o bicampeonato potiguar e participou do Brasileirão em 1986

O feito é tão fora do comum que desde o ano supracitado, apenas sete vezes houve um intruso no Clássico Rei versão Campeonato Brasileiro, ou seja, apenas outras cinco oportunidades em relação ao que foi relatado.

O primeiro caso foi o Potiguar, em 1979, quando esteve junto com a dupla na primeira divisão (que teve 94 clubes). O ABC foi 51º colocado geral, o Potiguar ficou na posição 75 e dez lugares abaixo, o Dragão. Quatro anos depois, foi a vez do Alecrim, que estava na segunda divisão, enquanto o Mecão disputava a elite e o Elefante sem disputar o nacional.

O ABC se classificou, mas o Potiguar se meteu no meio da rivalidade para quebrar uma sequência

Em 2004 e 2006, a “classificação” foi igual. O ABC, novamente, estava sem divisão. O América disputava a Série B (incluindo o acesso na segunda temporada escrita) e os rivais de Mossoró na Série C, quando o Potiguar (36° e 33°, respectivamente) teve melhor posição que o Baraúnas (46° e 48°) nos dois anos.

O penúltimo caso foi em 2017. O ABC foi rebaixado na Série B e o Rio Grande do Norte tinha três clubes na Série D. Era o primeiro ano do América na divisão, que falhou na tentativa de acesso, enquanto o Globo subiu. O Potiguar completava o time dos potiguares, ficando em último entre os conterrâneos. Foi a primeira vez que ABC e América não ficaram duas temporadas consecutivas como melhores do estado na pirâmide futebolística brasileira.

Nas disputas da Taça Brasil, o Alecrim por duas vezes representou o estado: 1964 e 1965. O ABC esteve entre 1959 e 1963, 1966 e 1967 e o América disputou em 1968.

Em 2019, o Globo terá nova chance de repetir o feito, quando terá o Decacampeão na Série C, enquanto o América e Santa Cruz (Natal) estarão na Série D. O feito do Globo nesse ano é algo grandioso pelo contexto do futebol local.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close