Guia Alternativo do Mundial de Clubes 2017 – Revista Série Z #15

Nossa última edição em 2017 traz mais um especial, o Guia Alternativo do Mundial de Clubes 2017. O foco desse número está nas equipes fora do eixo América do Sul-Europa. A presença de Grêmio e Real Madrid no nosso guia é óbvia, mas com um espaço menor.

Temos um foco histórico, com o ranking, todos os participantes, os confrontos brasileiros, um jogo histórico. Para essa edição do Mundial, temos o ranking de nacionalidades e a tabela da competição.

[LINK DIRETO: https://issuu.com/seriezrevista/docs/seriez15]

Acesse a loja de aplicativos do seu smartphone ou tablet e baixe o Issuu, para uma melhor visualização

Anúncios

3 comentários em “Guia Alternativo do Mundial de Clubes 2017 – Revista Série Z #15

  1. Não aceito que voltem com a Copa Intercontinental, ela não é Mundial de Clubes. Mundiais devem dar a chance de times do mundo todo, ao menos, brigarem pela classificação. A Copa do Mundo inicialmente não tinha todos os continentes, mas na época não havia seleções o suficiente em cada continente para se realizar eliminatórias. Aos poucos a competição evoluiu e alguns anos depois de 1930 passou a dar chance do mundo todo disputá-la. A Copa Intercontinental é uma piada de mau gosto, isso não é mundial, como pode uma competição até 2004 incluir somente Europa e América do Sul? Sou a favor de um Mundial de Clubes da FIFA disputado a cada 2 anos, seria magnífico se este juntasse os campeões continentais dos últimos 2 anos, incluindo os campeões da África, Ásia, América do Norte, etc.

  2. Fantástico trabalho!
    Só uma correção: o placar de Inter x Al-Ahly foi 2 x 1 pro colorado (e não 3 x 2).
    Abraços!

  3. Fábio Garcia 7 jan 2018 — 22:42

    Pq a revista não contabiliza o mundial de 2000?
    Sou contrário a ideia do retorno da Copa Intercontinental.
    Sou contrário a ideia de representantes do país sede não participar, todo mundial o representante do país sede participa, pq no de clubes seria diferente?
    Darei uma sugestão para uma mudança de formato.
    Além de quem já participa, abriria uma vaga para o último campeão, se ele já estiver participando, haveria uma repescagem entre os vice-campeões da América do Sul e Europa. Dois grupos de 4, passam os dois melhores para as fases de mata-mata.
    Aumentaria o calendário, mas acho que seria uma forma de disputa mais justa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close