CSA, Fortaleza, Sampaio Corrêa e São Bento: os confrontos entre os ascendentes na Série B

Azulão, Leão, Tubarão e o Bentão estão garantidos na Série B 2018. A segunda divisão nacional não será novidade para cada equipe, apesar do clube alagoano e paulista terem o desafio de estrear no formato atual da disputa.

A Revista Série Z preparou um levantamento com o retrospecto de confrontos entre as quatro equipes na Série B. Em nove (ou dez) oportunidades dois ou mais desses ascendentes estiveram na disputa. Em 2018, será a primeira vez que as quatro equipes disputarão o escalão juntas. Para melhorar a linha do tempo, vamos colocar os anos em que as equipes ficaram solitárias na Série B.

1971 | Sampaio Corrêa

1972 | CSA, Fortaleza e Sampaio Corrêa

Em um formato com quatro grupos com seis clubes (exceto um, com cinco), o CSA não chegou a enfrentar as duas equipes, mas Fortaleza e Sampaio Corrêa, sim, no grupo A da primeira fase. Em dois jogos, a Bolívia Querida venceu as duas partidas por 1 a 0. O clube maranhense foi campeão da edição.

1980 | CSA, Fortaleza e Sampaio Corrêa

Foram 64 equipes na disputa, com oito grupos na primeira fase. Os três nordestinos ficaram em grupos diferentes, onde todos passaram para a etapa seguinte, mas voltaram a não se encontrar. O CSA foi vice-campeão da disputa.

1981 | São Bento

1982 | CSA, Fortaleza e Sampaio Corrêa

Dos três clubes, Fortaleza e Sampaio Corrêa disputaram desde a primeira fase, enquanto o CSA entrou na terceira fase, como eliminado na Taça de Ouro (primeira divisão) do mesmo ano. Na primeira fase, Fortaleza e Sampaio voltaram a se encontrar, mas, dessa vez, com vitória cearense por 1 a 0. O Leão do Pici seguiu na disputa e na terceira fase encarou o CSA. No mata-mata, o CSA venceu a primeira partida, por 2 a 0, e na volta, empate em 1 a 1. O CSA chegou a final, onde foi vice-campeão.

1983 | CSA, Fortaleza e São Bento

Com formato mantido da edição anterior, o São Bento participou da segunda Série B, onde parou ainda na primeira fase, que ficou longe de enfrentar os nordestinos. CSA e Fortaleza entraram na terceira fase, mas não se enfrentaram. O Azulão ficou pela terceira vez com o vice-campeonato.

1985 | Fortaleza

1987 | CSA (participação no Módulo Amarelo)

1989 | CSA, Fortaleza e Sampaio Corrêa

Foram 96 equipes na disputa, com 16 grupos com seis times, ou seja, a possibilidade de não ter embate entre as equipes era considerável e foi o que ocorreu. Em grupos diferentes, apenas o Fortaleza garantiu vaga na segunda fase.

1991 | CSA, Fortaleza e Sampaio Corrêa

Em mais um formato que não garantia um jogo contra cada equipes, os três ascendentes na Série C 2017 ficaram em grupos diferentes na etapa inicial. Sampaio e CSA passaram de fase, mas não chegaram a se enfrentar.

1992 | CSA e Fortaleza

Dez anos após o primeiro embate na segunda divisão, CSA e Fortaleza “caíram” juntos no grupo A (oito clubes). Foram duas partidas. No primeiro turno, o CSA venceu, 3 a 1, mas no returno, o Fortaleza devolveu o placar.

1994 | Fortaleza

1998-1999 | Sampaio Corrêa

2000 | CSA, Fortaleza e Sampaio Corrêa

Bom, nesse ano, a Copa João Havelange foi instaurada e oficialmente, a Série B não “existiu”, mas oficiosamente, o Módulo Amarelo representava a divisão. Porém, para se ter ideia, o CSA se considera fora da Série B há 25 anos, ou seja, desconsidera essa disputa, ainda mais que o próprio alagoano e o Fortaleza foram convidados para a disputa. Aqui, nós iremos trazer para o levantamento esses confrontos.

No grupo B do Módulo, o primeiro embate, na 9ª rodada, foi entre Sampaio Corrêa e CSA, o clube maranhense venceu, por 1 a 0. Duas rodadas depois, o Fortaleza venceu o Sampaio, por 2 a 0. Na 13ª rodada, CSA e Fortaleza empataram em um gol.

2001 | Fortaleza e Sampaio Corrêa

Mais dois confrontos entre as equipes. Nenhum dos dois passou de fase, mas a campanha cearense foi melhor. No grupo A, o Fortaleza venceu as duas partidas contra o Sampaio: 1 a 0, fora, e 3 a 0, em casa.

2002 | Fortaleza e Sampaio Corrêa

Foi um ano de opostos: o Fortaleza subiu e o Sampaio caiu! Na 10ª rodada, o Nhozinho Santos recebeu o último confronto entre as equipes na Série B, com um empate, por 1 a 1.

2004 e 2007-2009 | Fortaleza

2014-2016 | Sampaio Corrêa

Entre os quatro ascendentes, o São Bento é o único que nunca enfrentou “os companheiros de acesso”. Se desconsiderarmos a Copa João Havelange, Sampaio e CSA também será inédito. O confronto mais comum é entre Fortaleza e Sampaio Corrêa, com quatro vitórias do Leão, duas do Tubarão e um empate. Fortaleza e CSA têm cinco partidas, com duas vitórias do Azulão, uma dos cearense e dois empates.

Anúncios

Um comentário em “CSA, Fortaleza, Sampaio Corrêa e São Bento: os confrontos entre os ascendentes na Série B

  1. Equipes como essas quatro acrescentam muito a Série B, com camisas tradicionais e torcida, avante Bentão quem sabe um acesso a Série A aconteça em breve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s