Georges Bokwe, um domingo de 180 minutos de torcida

O terceiro goleiro de Camarões, Georges Bokwe viveu uma situação completamente inusitada neste domingo (18), onde as duas equipes que defende estavam em campo com uma diferença de 11 minutos. Parece estranho, não é?

Bokwe é goleiro titular do Mjøndalen, clube da OBOS-Ligaen, segunda divisão da Noruega e, também, convocado pela seleção camaronesa.

O calendário do futebol norueguês é anual, como o brasileiro, e enquanto a Copa das Confederações acontece, a liga local, obviamente, não para. O que resultou em uma situação peculiar. Às 13 horas (de Brasília), o Mjøndalen entrava em campo, fora de casa, para enfrentar o Ranheim, pela décima terceira rodada. A partida podia deixar o Mjøndalen a um ponto do próprio Ranheim, vice-líder, que subiria diretamente. O jogo terminou 1 a 1, com a vantagem se mantendo em quatro (25 a 21).

A partida, segundo o Resultados.com, terminou às 14h49. Neste horário, Bokwe se preparava para ficar na reserva da partida entre Camarões x Chile, jogo inaugural do grupo B da Copa das Confederações, que começou 11 minutos depois.

Foram 180 minutos de torcida, mas nenhum de futebol para Georges. O pior: nenhuma vitória, já que o Chile venceu Camarões, por 2 a 0.

O melhor de tudo é que o caso irá se repetir no próximo domingo (25). Às 10 horas, o Mjøndalen enfrenta o Floro e às 12 horas, Camarões entra em campo para pegar a Austrália.

Caso chegue na semifinal, a situação fica semelhante. No dia 2 de julho, o clube norueguês enfrenta o Strommen, à 10 horas. Se disputar o terceiro lugar, irá ficar na angústia simultânea, já que a partida será às 9 horas. Caso chegue a final, a partida será às 15 horas. Se chegar até dia 2, Bokwe só voltará a atuar dia 23 de julho, pois a liga norueguesa para por duas semanas.

A situação não é novidade no futebol. No Brasil é comum, que jogadores atuem na seleção e no mesmo dia, em jogos de Eliminatórias ou amistoso. Em competições desse tipo, nós contamos a história de Shojaei, meia iraniano, que enquanto estava com a seleção na Copa do Mundo 2014, via o clube que atuava, o Las Palmas, disputar uma vaga na elite espanhola.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s