E se a Copa Sul-Americana tivesse uma fase de grupos?

Talvez, a edição 2017 da Copa Sul-Americana seja a primeira onde todas as equipes brasileiras tenham entrado com a competição sendo uma prioridade. Anteriormente, apenas em casos peculiares ou fases específicas que a disputa internacional era levada como a mais importante. Uma ala dos que acompanham a competição defendem uma fase de grupos para que a competição tenha um maior apelo, por isso, com base nas equipes classificadas para a primeira fase da edição atual, fizemos esse exercício de imaginação.

Para evitar custos mais altos e questões logísticas complicadas, nos baseamos em um formato semelhante ao da Copa UEFA (atual Liga Europa) entre 2004/05 e 2008/09, onde 40 equipes eram divididas em oito grupos com cinco equipes, que disputavam jogos em turno único, fazendo com que cada clube tivesse dois jogos em casa, dois fora e uma semana de “folga”. Ao contrário da Libertadores, as equipes teriam dois jogos a menos na fase de grupos, mas uma ótima sensação de estar em um jogo internacional, principalmente para equipes que não fazem parte do G-12.

Na atual Sul-Americana, 44 equipes disputaram a fase de grupos. Nesse exercício mantivemos esse número. Lembrando que Brasil e Argentina têm seis vagas, cada, e o restante, quatro. Para formular, nos imaginamos como Conmebol (o que não é positivo, mas), para ter maior fidelidade ao que possivelmente seria. Assim, todas as equipes do Brasil e Argentina estariam na fase de grupos, enquanto que os oito “piores classificados” dos países restantes disputariam uma preliminar.

A divisão dos potes teve como base, o ranking utilizado para o sorteio da Libertadores. Como foi disponibilizado os 100 melhores, apenas 24 equipes da Copa Sul-Americana aparecem na lista, então, fazem parte dos três primeiros potes. Para o restante, utilizamos o ranking FIFA (é o que temos), para divisão. Não fizemos um sorteio, as escolhas foram aleatórias, mas sem repetição de clubes do mesmo país nos grupos. Assim explicado, dessa forma ficaram os grupos.

(Arte: Felipe Augusto/Revista Série Z)

Quanto a segunda fase, não imaginamos nenhum formato. Cada um de vocês pode formular como seria, deixaremos livres para você também imaginar como seria a continuidade.

Anúncios

4 comentários em “E se a Copa Sul-Americana tivesse uma fase de grupos?

  1. Classificaria os três primeiros de cada chave (24 times) que se juntariam aos oito terceiros colocados da fase de grupos da Copa Libertadores, totalizando 32 times. A partir daí, mata-mata até a final.

  2. Passam os dois melhores de cada grupo, sendo o primeiro de cada grupo ja classificado para as oitavas. Os segundos colocados iriam disputar a fase dezesseis avos de final contra os terceiros colocados da libertadores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s