Maringá manda no jogo e vence o Apucarana Sports

Cerca de 1500 torcedores foram até o Willie Davids na expectativa de ver uma vitória tranquila do Maringá sobre o Apucarana Sports. Isso, pois a equipe mandante vinha de uma goleada no final de semana, que consolidou a equipe como favorita a um dos acessos da Segundona e do outro lado, os visitantes não tinham pontuação alguma na tabela. Tudo isso era apenas discurso de pré-jogo, mas a equipe maringaense conseguiu dentro de campo demonstrar superioridade.

Logo no início da partida, a Zebra já demonstrava que iria dominar o jogo. Nos dez primeiros minutos, o Maringá teve uma chance com Maikinho, que Eduardo espalmou; uma bola que sobrou para Marco Aurelio perder grande chance e uma falta rasteira perigosa cobrada por Léo Maringá (vídeo abaixo).

A grande arma da equipe da casa, novamente, foi Paulo Morais, que pela direita ou saindo do centro para o lado, armou as principais jogadas. Fernando Marchiori, treinador do MFC, apostou em um esquema tático com variações: sem a bola jogava em um 4-4-2, com duas linhas de quatro e Paulo Morais ao lado de Lélo, mas as coisas mudavam com a posse da bola, onde Paulo Morais ocupava o lado direito, Lélo centralizava e o time passava a atuar em 4-2-3-1. Marcos Vinícius, técnico do Apucarana, colocou o time no 4-2-3-1, na defesa e ataque e apesar da saída de jogo pelo chão, incluindo as chamadas lavolpianas, a equipe brecava a partir do meio-campo, tanto que para evitar os passes, o Maringá marcou alto, quando percebeu a intenção adversária para que houvesse “chutões”.

O Maringá mandava no jogo, mas a primeira meia hora foi sem gols. Tudo mudou aos 35 minutos, quando Maikinho recebeu na esquerda da grande área, tirou do goleiro e fez o primeiro da partida. Cinco minutos depois, Maikinho trocou passe com Danilo Mohamad, pela direita, o lateral cruzou, a bola passou por boa parte da pequena área, mas não por Lélo que de peixinho fez o segundo. O primeiro tempo terminou 2 a 0 para o Maringá.

Sem alterações em ambas as equipes, se apostaria que o Apucarana mudasse a postura na etapa final, mas o Maringá continuou mandando. O Apucarana tocava a bola sem objetividade, tinha uma aplicação tática muito boa, mas era inoperante ao passar da linha de meio-campo.

O MFC teve duas grandes chances muito semelhantes. Aos 18’, Paulo Morais fez bela jogada pela esquerda, a bola passou perto do gol, para Marco Aurelio isolar. Minutos depois, foi a vez de Marco Aurelio fazer jogada parecida pela direita, tocar para trás e, dessa vez, Lélo mandar por cima da trave.

Paulo Morais foi incisivo no ataque (Foto: Kaique Augusto/Revista Série Z)

No meio dessas duas jogadas, o Apucarana teve boa chance com Diego, que tentou driblar o goleiro, para ter a meta livre, mas foi interceptado.

Nos dez minutos finais, o jogo caiu em qualidade, com o Maringá errando muitos passes e o Apucarana passando a ter mais dificuldades na saída. Sem muitas emoções ao fim do confronto, o jogo terminou com vitória maringaense por 2 a 0.

Autor da assistência do segundo gol, Danilo demonstrou que a equipe fez em campo, o que havia planejado. “A gente conseguiu fazer o que o Fernando pediu, que era marcar em cima e não deixar (o Apucarana) criar as jogadas. Fizemos o resultado no primeiro tempo e isso garantiu uma tranquilidade para chegarmos no segundo tempo e administrar o resultado”. Ele ainda comentou sobre o futuro da equipe na competição: “Continuar do mesmo jeito. Sempre tentando buscar a vitória, porque o lugar do Maringá não é na ‘Série B’, é na primeira divisão, onde estão os grandes. Temos que estar lá”.

O Maringá ocupa o segundo lugar, com dez pontos, empatado com o Paranavaí e a dois pontos do líder Operário. Na quinta rodada enfrenta o Andraus, fora de casa, e caso vença garante matematicamente a vaga na segunda fase (não que seja difícil, pois são oito vagas para dez equipes). O Apucarana Sports é vice-lanterna com nenhum ponto e enfrenta a Portuguesa Londrinense. Os dois jogos serão no domingo (2), às 15h30.

Na próxima rodada, a Série Z não irá fazer a cobertura de nenhuma partida, pois as duas equipes de Maringá atuam fora de casa. Nossa próxima parada é para o tão esperado dérbi da cidade, entre Grêmio Maringá e Maringá, que se enfrentam quarta-feira (5), às 20 horas.

Maringá 2 x 0 Apucarana Sports

Maringá: Dheimison; Danilo Mohamad, Anderson, Egon e Prego; William, Léo Maringá (Diogo), Paulo Morais, Marco Aurelio (Felipe Leitão) e Maikinho; Lélo (Italo). T: Fernando Marchiori

Apucarana Sports: Eduardo; Sebá, Daniel Pereira, Luis Felipe e João Felippe; Gilson Bidu, Marcelo (Cleberson), Diego, Claudio (Igor) e Rogerinho; Daniel Cicarelli. T: Marcos Vinícius

Regional Willie Davids, Maringá (PR) | Quarta-feira, 29/03/2017, 20 horas

Árbitro: Danilo Simão Lagroteria Oliveira Faria | Assistentes: Jhonathan Edson Krupiniski e Lucas Prates Chiarello

Gols: Maikinho (35’1T) e Lélo (40’1T)

Cartões amarelos: Anderson, Léo Maringá e Maikinho (Maringá) e João Felippe (Apucarana Sports)

Público e renda: 1412 pagantes 45 não pagantes | 1457 espectadores | R$17.400,00

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s