Pitacos sobre os grupos da Série D 2017

Logo depois da divulgação dos grupos e tabela da Série D 2017, lá no Twitter, demos alguns pitacos sobre as chaves da quarta divisão. Opiniões que não devem ser levadas em conta daqui dois meses, pois analisamos o momento de cada equipe, pois, com certeza, as coisas irão mudar e muito em boa parte dos clubes. Hoje, vamos republicar esses pitacos, por aqui!

Grupo A1

Apenas o Atlético Acreano já está em campo pelo estadual. Princesa, Rondoniense e Trem ainda iniciarão participação nos estaduais

Grupo A2

A bela campanha na Copa do Brasil deve atrair olhares para cima do Gurupi. Curioso pelo Fast. São Raimundo-PA quer o bi e Baré, o épico

Grupo A3

Rio Branco vem mordido! São Francisco deve refazer o elenco. Genus quer dar um passo maior. São Raimundo-RR estreou bem na Copa Verde

Grupo A4

Grupo mais alternativo: Altos (clube mais emergente do Nordeste), Cordino (novidade maranhense), Tocantins de Miracema (incógnita) e Santos (talvez seja o clube do Norte que mais conheça a divisão). Genial chave!

Grupo A5

Grupo pesado (1): River quer bater e voltar. Maranhão quer se juntar aos rivais Moto e Sampaio, mas na Série C. Uniclinic e Potiguar devem mudar muito até lá

Grupo A6

Globo é favorito, hoje, o que não diz muita coisa. América quase foi rebaixado e deve mudar tudo. Guarani de Juazeiro e Parnahyba continuam no Estadual e vão usá-lo como termômetro

Grupo A7

Central é “mister Série D” e terá nova chance! Juazeirense está na Copa do Nordeste. Coruripe e Sousa são fortes no interior de cada estado

Grupo A8

Grupo pesado (2): Campinense, Fluminense de Feira e Itabaiana são sedentos e têm porte de divisionado. Serra Talhada foi rebaixado no Pernambuco e terá um bom tempo para mudar tudo

Grupo A9

Tradicional América não está tão bem e nesta semana  demitiu Felipe Surian, treinador campeão da Série D 2016, com o Voltaço. Sergipe quer se juntar ao rival Confiança na Série C. Jacobina é novidade. Murici faz ótima Copa do Brasil

Grupo A10

Grupos de três clubes que prometiam muito ano passado: Anápolis, Ceilândia e Sinop. Exceto pelo Comercial, que tinha a edição 2017 como maior foco

Grupo A11

Bem alternativo. Aparecidense sempre promete, mas nunca cumpre. Sete e Luziânia querem marcar território. Araguaia é incógnita, talvez a maior dessa edição

Grupo A12

Que Audax teremos? Depende se Fernando Diniz continua. Itumbiara quer voltar a ter força. URT quer ter mais que um ano bom. Portuguesa quis a Série D ao invés da Copa do Brasil, se espera assim, um bom time

Grupo A13

Tradição. Dois finalistas da elite nacional. Primeiro campeão da Série B. Último representante do ES na Série A. Hoje, o grupo é mais tradicional do que forte

Grupo A14

A Série Z quer que Joel Santana e os galácticos do Boavista continuem na Série D. Red Bull é ambicioso. Caldense, também. ESFC, idem. Olho aberto nesse grupo, onde a ambição fala muito alto

Grupo A15

Curioso para ver o Brusque, que hoje, seria um dos favoritos do Sul. Operário e XV de Piracicaba disputam a segunda divisão estadual e querem se reerguer! São Paulo de Rio Grande deve mudar, até lá

Grupo A16

Se a Série D começasse hoje, o Novo Hamburgo era grande favorito entre os do Sul. J.Malucelli, São Bernardo e Inter têm bons times, hoje.

Grupo A17

Ituano assumiu a vaga do Guaratinguetá, que se licenciou. Metropolitano é outro mestre em Série D, mas não quer mais essa alcunha. PSTC “incomodou” o São Paulo na Copa do Brasil. São José deve mudar tudo

Opinião Série Z

Como dissemos, muita coisa irá acontecer nesses mais de dois meses antes do início da competição. Como 67 das 68 equipes já sabiam que participariam da edição 2017 no ano passado (exceto o Ituano), a expectativa é que o nível de qualidade dos times suba em comparação a 2016.

Neste ano, temos a presença de América de Natal e Portuguesa, clubes que historicamente, ao menos, fazem parte da Série B. Isso remete as participações de Remo, Santa Cruz e Juventude, quando passaram por aqui. Série D é diferente. O melhor time não tem a garantia do acesso, pois o mata-mata é “traiçoeiro”.

Os três grupos mais fortes, hoje, seriam o A5, A8 e A16. Um dos grupos mais comentados é o A13, que para nós, atualmente, é o mais tradicional, mas não, um dos mais fortes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s