A história da Copa do Nordeste em um mapa interativo

*Atualizado em 26 de janeiro de 2020, às 00h31

O primeiro quadrimestre do futebol brasileiro tem como ponto alto, mais uma edição de Copa do Nordeste. A competição se consolidou como a mais interessante do primeiro semestre, após voltar com força em 2013. O embrião da competição foi o Torneio José Américo de Almeida Filho, que fora disputado em 1975 e 1976, conquistado por CRB e Vitória, respectivamente, mas que não são reconhecidos oficialmente. Em 1994, a Copa do Nordeste foi oficialmente criada, mas durou apenas uma ano. Retornou em 1997 e ficou viva até 2003. No fim dos anos 1990 e começo dos anos 2000, o campeonato era considerado por muitos, como o melhor do país, muita pela força das arquibancadas.

Desde então, o Nordestão contou com 54 clubes participando em variados formatos e modos de classificação. Dos mais tradicionais até os mais alternativos.

Conhecida pelo reforço a identidade regional, a apelidada Lampions League, carrega muitas peculiaridades. No mapa abaixo, você vê todos os clubes que participaram e ao clicar, temos o ano em que participou, até a edição 2020. Aproveite o mapa e confira algumas curiosidades abaixo do mapa.

As curiosidades:

O estado com mais clubes participantes na história é a Bahia, que já teve 10 equipes no decorrer da história. Em seguida, aparecem Alagoas (oito) e Sergipe (oito); Ceará (seis); Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte (cinco); Piauí (quatro) e Maranhão (três);

Se em 2013, tivemos um alternativo Campinense x ASA na final, outro jogo que merece atenção foi o das quartas de final da edição 2000, entre Miguelense (AL) e Poções (BA), que teve vitória baiana na ida, por 2 a 1, e empate na volta, por 1 a 1;

Em 1994, Alagoas teve cinco equipes na Copa do Nordeste, o recorde de um estado em uma edição. CSA, CRB, ASA, Capela e Cruzeiro de Arapiraca foram os representantes;

Por motivos “CBFísticos”, o Maranhão e o Piauí não eram considerados parte do Nordeste pela entidade, sendo assim, só puderam participar a partir de 2015;

Apenas dois nordestinos venceram a competição como treinadores: Givanildo Oliveira, pelo Sport, em 1994 e Oliveira Canindé, pelo Campinense, em 2013;

Das 54 equipes, 21 participaram apenas uma vez da Copa do Nordeste: Capela, Miguelense, Cruzeiro, Corinthians (Alagoas), Poções, Feirense, Palmeiras Nordeste, Serrano (Bahia), Juazeiro, Uniclinic (Ceará), Sousa (Paraíba), Flamengo, Piauí (Piauí), Porto (Pernambuco), Potiguar, Baraúnas (Rio Grande do Norte), Lagartense, Coritiba, Socorrense, Estanciano e Freipaulistano (Sergipe).

Um comentário

  1. Na verdade, o Volta Redonda não foi convidado para participar do Nordestão. O torneio em questão foi promovido pelo Governo da Paraíba e teve duas edições: 1975 e 1976. Apenas a 2ª edição foi reconhecida pela CBF como Nordestão, mais por lobby do Vitória do que por outro motivo. A Copa do Nordeste de 1994 foi organizada pelo Governo de Alagoas e teve apenas uma edição. Em 1997, a CBF reativou a do Copa do Nordeste e a manteve até 2003.

    Em 1975, participaram ABC-RN, América-RN, Auto Esporte-PB, Botafogo-PB, Central-PE, CRB-AL, Potiguar-RN e Treze-PB. 5 dos 9 estados do Nordeste foram representados.

    Em 1994, participaram ABC-RN, América-RN, ASA-AL, Bahia-BA, Botafogo-PB, Capela-AL, CRB-AL, CSA-AL, Cruzeiro-AL, Fortaleza-CE, Guarany-CE, Náutico-PE, Santa Cruz-PB, Santa Cruz-PE, Sport-PE e Vitória-BA. 6 dos 9 estados do Nordeste foram representados.

    Levando em consideração que apenas em 2015 tivemos representantes de Maranhão e Piauí, o usual era ter clubes de 7 dos 9 estados da região. E a falta de critério da CBF para reconhecer ou não clubes como campeões abre marge para que os próprios clubes se intitulem campeões do Nordeste. O Itabaiana ficou em 4º colocado da Primeira Divisão de 1971, equivalente a atual Série B. Como ele foi o melhor nordestino e o campeonato era regionalizado, ele se auto-proclama Campeão do Nordeste daquele ano. No ano seguinte, o Sampaio Corrêa foi campeão da mesma competição e é reconhecido pela própria CBF como campeão da Segunda Divisão de 1972. Coisas do nosso futebol, mal administrado por quem devia fazê-lo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s