Estádios brasileiros com nomes de mulheres

Existem estádios e estádios. Muitos deles carregam consigo nomes marcantes e geniais, mas em sua maioria são nomes de homenageados que aparecem em suas fachadas. Uma esmagadora maioria dos estádios brasileiros, com base no Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) publicado pela CBF no início de fevereiro de 2016, têm o nome de um homem. São pouquíssimos casos de mulheres homenageadas: quatro de 790 listados. Levando em consideração a pesquisa, no Amazonas há mais um, que, porém não é listado no cadastro. Confira quais estádios carregam nomes de mulheres.

ESTÁDIOS MULHERES - ABADIÃO

Maria de Lourdes Abadia (Abadião)

Ceilândia (DF) | Três mil pessoas | 1978 | Municipal

Homenagem a ex-administradora da cidade.

ESTÁDIOS MULHERES - FRASQUEIRÃO

Maria Lamas Farache (Frasqueirão)

Natal (RN) | 14.740 pessoas | 2006 | ABC Futebol Clube

A homenageada, junto de seu marido Vicente Farache, são considerados dois esteios da história abcedista. Vicente foi ponta direito na primeira conquista estadual, mas anos depois se aposentou e assumiu um posto de dirigente e sua mulher incorporou o ABC a sua vida, também.

ESTÁDIOS MULHERES - TEREZA

Maria Tereza Breda

Olímpia (SP) | 15 mil pessoas | 1949 | Municipal

O benfeitor das obras do estádio foi Natal Breda, que em troca do custeio solicitou que o estádio deveria ter o nome de sua esposa, Maria Tereza.

ESTÁDIOS MULHERES - OTACÍLIA

Otacília Patrício Arroyo

Monte Azul Paulista (SP) | 13.100 pessoas | – | Atlético Monte Azul

O estádio já foi chamado de Ninho do Azulão e AMA, mas em 2010, o presidente do clube, Ricardo Céster Arroyo, propôs a mudança para homenagear sua avó que havia morrido com 100 anos de idade em 2005. A família Arroyou foi responsável pela doação das terras onde o estádio está localizado.

ESTÁDIOS MULHERES - BACURAUZÃO

Flávia Blante de Oliveira (Bacurauzão)

Manicoré (AM) | Três mil pessoas | – | Municipal

Dos estádios listados é o único que não consta no CNEF. Não foram encontradas informações sobre quem é a homenageada.

ATUALIZAÇÃO

ESTÁDIOS MULHERES - EMÍLIA

Emília Mendes Rodrigues (Ninho da Águia)

Imbituba (SC) | Duas mil pessoas | 2009 | Imbituba FC

Colaboração de Matheus Pereira, do Desprovidos de Fama

Emília é mãe de Roberto Rodrigues, empresário que fundou a equipe em 2009. O clube, aliás, em seu primeiro ano de atividade fez uma parceria com o CFZ, nome no qual foi incorporado. O estádio também não está listado no CNEF, mas deve voltar a receber partidas nesse ano com a volta do clube para a disputa da terceira divisão.

Mais futebol alternativo? Dá uma olhada na nossa segunda edição da Revista Série Z.

Anúncios

Um comentário em “Estádios brasileiros com nomes de mulheres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s