Os irmãos do 7 a 1

Desde a tarde/noite do dia 8 de julho de 2014 que dizer “Gol da Alemanha” se tornou uma das frases mais faladas no Brasil. Também pudera, o 7 a 1 ali se estabeleceu e jogadores foram elevados a um grau de popularidade gigantesco, como por exemplo, Khedira e Schürrle, dois daqueles que tabelaram na área brasileira.

Os alemães campeões do mundo colocaram seu nome na história, mas “dentro de casa” alguns jogadores de mesmo sobrenome não têm a mesma fama e principalmente, bola. Seis jogadores daquele elenco possuem irmãos que também jogam futebol, mas estão longe dos holofotes, mas alguns têm potencial para estarem em evidência. Conheça então, os “irmãos do 7 a 1”:

Tobias Schweinsteiger (33 anos) – Sem clube

SCHWEINSTEIGER

Tobias é o irmão mais velho de Bastian Schweinsteiger, um dos cérebros da equipe alemã na Copa. Com 33 anos, nunca disputou, nem mesmo, a primeira divisão local. Diferente do irmão, joga como atacante e sua melhor passagem foi pelo Jahn Regensburg, pela terceira divisão, onde ficou entre 2010 e 2012 quando anotou 24 gols em 64 partidas, sendo 14 deles na campanha de acesso da equipe para a segunda divisão alemã em 2011/12, onde foi um dos vice-artilheiros. Nas duas últimas temporadas defendeu o time B do Bayern Munique e atualmente está sem clube.

Jonas Hummels (25 anos) – SpVgg Unterhaching

HUMMELS

Assim como o irmão, Jonas é zagueiro. Formado nas categorias do SpVgg Unterhaching, o atleta continua por lá até essa temporada, onde amarga a reserva. Em 2015/16 fez apenas uma partida, por enquanto.

Felix Kroos (24 anos) – Union Berlin

KROOS

Dois anos mais novo que Toni Kroos, Felix se formou no Hansa Rostock, mas logo chamou atenção do Werder Bremen, clube pelo qual viveu altos e baixos, alternando a equipe principal e sub-23. Fez 49 jogos nas duas últimas temporadas, mas nesta foram apenas nove, o que lhe rendeu um empréstimo para o Union Berlin.

Fabian (25 anos) – Sem clube e Felix Götze (17 anos) – Bayern Munique

GOTZE

Mario Gotze (23 anos), autor do gol do título mundial é o irmão do meio entre Fabian e Felix. O primeiro foi formado pelo Borussia Dortmund, mas se profissionalizou no SpVgg Unterhaching, onde ficou duas temporadas, sendo a última em 2014/15. Desde então, está sem clube. Felix é da base do Bayern Munique e assinou o primeiro contrato profissional no fim da última temporada. Está no radar da seleção daqui alguns anos, pois participa do Europeu Sub-19 de 2017

Rani Khedira (22 anos) – Augsburg

KHEDIRA

O sobrenome alemão mais ecoado pós-Copa! Sami Khedira tem um irmão mais novo, Rani. Formado pelo Stuttgart, o jovem meia, que atua na mesma faixa de campo de Sami, foi vendido em 2014 para o RB Leipzig, onde fez 54 partidas. Em 2017/18, ele jogará pelo Augsburg. Ainda no Stuttgart, “Khedirinha” participou do Mundial Sub-17 2011, onde (agora em letras maiúsculas) ENFRENTOU O BRASIL NA DECISÃO DO TERCEIRO LUGAR, QUANDO OS ALEMÃES VENCERAM POR 4 A 3. O jogo não virou mesmo!

Kevin-Prince Boateng (28 anos) – Las Palmas

BOATENG

Até Jérome se consolidar no Bayern, Kevin-Prince Boateng era o mais conhecido dos irmãos. Ao contrário do zagueiro, o meia-atacante joga por Gana e foi “responsável” por uma contusão de Ballack, que o tirou da Copa do Mundo, onde jogava pela Alemanha, seleção de Jérome, que causou um mal-estar entre os dois. As notícias mais recentes dizem que os dois se reconciliaram.

Para frisar, vocês viram o número de irmãos? Sete! Está em todo lugar…

Acesse a primeira edição da Revista Série Z. Ainda nesse mês, a segunda edição será publicada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s