Relembre os incríveis públicos do Duque na Série B 2009

Atualizado de um blog anterior

O ano era 2009. Ano de estreia do Duque de Caxias no Campeonato Brasileiro Série B. A equipe se manteve na divisão, com uma boa arrancada no segundo turno, comandado por Gilson Keina. Mas o que mais chamou muita atenção foram os públicos do Duque de Caxias como mandante.

Entre os dez menores públicos da Série B 2009, sete foram do clube da Baixada Fluminense. Um deles foi o de menor público na história da divisão, com apenas cinco pagantes e renda de 50 reais, na vitória de 4 a 1 sobre a Ponte Preta na última rodada.

O Duque foi impossibilitado de disputar os jogos no seu estádio, o Marrentão, que tem capacidade para sete mil pessoas. A capacidade exigida pela CBF era (é) de 10 mil. Apenas duas vezes, o clube jogou em Duque de Caxias, no Los Larios, estádio do rival Tigres do Brasil, onde a equipe teve o segundo e quarto melhor público.

O estádio que “acabou” com a média de público do Duque foi o Raulino de Olveira, de Volta Redonda, que abrigou os quatro piores públicos da equipe na Série B. No Giulite Coutinho, foram 11 partidas, o estádio com mais jogos do Duque em 2009.

O Maracanã foi o estádio que “salvou” o Duque de Caxias, já que a equipe pediu junto à CBF a alteração do local da partida contra o Vasco, que possivelmente seria no Raulino de Oliveira. Sendo assim, 25.554 pessoas viram o confronto, que teve (mais que) ampla maioria de vascaínos.

Confira abaixo, os públicos do Duque de Caxias naquela campanha:

DUQUE SÉRIE B 2009

O público total como mandante foi de 29.738 pessoas, com média de 1.565. Sem o Maracanã, o público despenca, com os 4.184 espectadores que viram o Duque no Los Larios, Raulino de Oliveira e Giulite Coutinho para uma média de 232 torcedores.

Sem os números do Maracanã, o Duque de Caxias teria que disputar seis edições da Série B para atingir aquele público. E chegaria a 19 edições quando falamos no maior público daquela edição: 78.609 pessoas viram o jogo do acesso do Vasco, na vitória de 2 a 1 sobre o Juventude, no Maracanã.

A média por estádio foi a seguinte:

Onze jogos no Giulite Coutinho, em Mesquita; com um público total de 2.819 e média de 256;

Cinco jogos no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda; com um público total de 225 e média de 45;

Dois jogos no Los Larios, em Duque de Caxias, com um público total de 1140 e média de 570;

Um jogo no Maracanã, com um público de 25.554.

Pela alternatividade foi uma campanha marcante a do Duque de Caxias em 2009.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s