Por onde anda? Elenco da China na Copa do Mundo 2002

Será que eles ainda jogam? Em pé: Haidong, Jiang, Wei, Tie, Chen, Wu, (agachados) Junzhe, Yunlog, Pu, Xiaopeng e Weifeng. (Foto: REUTERS/Fatih Saribas)
Será que eles ainda jogam? Em pé: Haidong, Jiang, Wei, Tie, Chen, Wu, (agachados) Junzhe, Yunlong, Pu, Xiaopeng e Weifeng. (Foto: REUTERS/Fatih Saribas)

Desde que a China abriu o mercado “da bola” local, são inúmeros, os jogadores estrangeiros que desbravaram o futebol do país, principalmente, os brasileiros. O resultado: um crescimento considerável da qualidade do futebol local e um maior interesse pelo esporte. O Guangzhou Evergrande é prova desse crescimento, com contratações de excelentes nomes estrangeiros e com títulos, o mais importante, a Liga dos Campeões da Ásia, em 2013.

O crescimento é recente, mas lá em 2002, o futebol chinês já teve um marco: a disputa inédita da Copa do Mundo. Naquele ano, o futebol chinês não era tão “milionário” como o atual, mas o cenário criado naquelas eliminatórias propiciou a única participação da seleção em um Mundial. Japão e Coreia do Sul por serem as sedes daquela edição não disputaram as eliminatórias. Na última fase, as duas favoritas as vagas diretas caíram no mesmo grupo: Irã e Arábia Saudita. Num grupo com Emirados, Uzbequistão, Qatar e Omã, a China fez ótima campanha, com 19 pontos, oito a mais do que os Emirados.

Bora Milutinovic, um especialista em classificar seleções menores para Copas, era o treinador. Os zagueiros Li Weifeng e Fan Zhiyi e o atacante Hao Haidong, únicos jogadores com mais de 100 partidas pela seleção chinesa eram os destaques do elenco.

Dos 23 convocados, apenas três não jogavam na China. Dalian Shide, Shandong Luneng, e Beijing Gouan tinham três convocados, cada. Com dois convocados cada, Shanghai Shenhua (atual Shanghai Greenland Shenhua),  Liaoning Bird (atual Liaoning Hongyun) e Tianjin Teda. Shangai International (atual Ghizhou Renhe), Yunnan Hongta, Qingdao Hademen (atual Qingdao Jonoon), Shenzhen Ping’an Insurance (atual Shenzhen Ruby) e Sichuan Guancheng tiveram um jogador convocado, cada. Sun Jihai jogava pelo Manchester City, Fan Zhiyi pelo Dundee United e Yang Chen pelo Eintracht Frankfurt.

Apenas quatro jogadores não entraram em campo. A campanha foi a esperada: três derrotas. A seleção tomou nove gols (Costa Rica, dois; Brasil, quatro e Turquia, três) e nenhum gol marcado, infelizmente.

Doze anos se passaram e quantos deles continuam jogando? Ao todo, sete jogadores terminaram a última temporada chinesa:

Sun Jihai (defensor, 37 anos, 26 minutos em campo na Copa de 2002): Ghizhou Renhe.

Li Weifeng (zagueiro, 36 anos, três jogos): Tianjin Teda.

Du Wei (zagueiro, 32 anos, dois jogos): Shandong Luneng.

Xu Yunlong (lateral, 35 anos, três jogos): Beijing Gouan.

Shao Jiayi (atacante, 34 anos, dois jogos): Beijing Gouan.

Zhao Junzhe (defensor, 35 anos, dois jogos): Liaoning Hongyun.

Qu Bo (atacante, 33 anos, três jogos): Qingdao Hainiu.

Weifeng, Wei e Bo foram os últimos dessa geração a vestirem a camisa da seleção, na disputa das eliminatórias para a Copa do Mundo 2014. Nenhum deles foi convocado para a Copa da Ásia 2015, que está sendo realizada na Austrália.

Os outros 16 jogadores já se aposentaram. Metade deles têm mais de 40 anos:

Qi An (goleiro, 33 anos): encerrou a carreira em 2010 pelo Changchun Yatai.

Jiang Jin (goleiro, 45 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2007 pelo Pudong Zobon.

Ou Chuliang (goleiro, 46 anos): encerrou a carreira em 2004 pelo Chongqing Lifan.

Zhang Enhua (defensor, 41 anos): encerrou a carreira em 2006 pelo South China, de Hong Kong.

Yang Pu (lateral, 36 anos, dois jogos): encerrou a carreira em 2009 pelo Beijing Gouan.

Wu Chengying (lateral, 39 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2006 pelo Ghizhou Renhe.

Fan Zhiyi (zagueiro, 45 anos, um jogo): encerrou a carreira em 2006 pelo HKFC, de Hong Kong.

Gao Yao (meia, 36 anos): encerrou a carreira em 2009 pelo Shandong Luneng.

Li Tie (volante, 36 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2012 pelo Liaoning Hongyun.

Ma Mingyu (meia, 44 anos, dois jogos): encerrou a carreira em 2004 pelo Sichuan Guancheng.

Yu Genwei (meia, 38 anos, dois jogos): encerrou a carreira em 2005 pelo Tianjin Teda.

Li Xiaopeng (meia, 39 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2005 pelo Shandong Luneng.

Qi Hong (meia, 38 anos, um jogo): encerrou a carreira em 2006 pelo Shanghai United.

Hao Haidong (atacante, 44 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2007 pelo Sheffield United, da Inglaterra.

Su Maozhen (atacante, 43 anos, 24 minutos): encerrou a carreira em 2004 pelo Shandong Luneng.

Yang Chen (atacante, 40 anos, dois jogos): encerrou a carreira em 2007 pelo Xiamen Lanshi.

Atualmente, o veterano Zheng Zhi, do Guangzhou Evergrande, é o nome de destaque da seleção. Na Copa da Ásia, o experiente meia comanda um grupo de jogadores com média de 26 anos, uma boa faixa para sonhar com a volta a Copa do Mundo.

A campanha em vídeos:

Costa Rica 2 x 0 China

Brasil 4 x 0 China (melhores momentos)

Brasil 4 x 0 China (jogo completo)

China 0 x 3 Turquia

Curta o Série Z no Facebook.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s