Guia da A Kategoria 2014/15, a Liga Cipriota

O Campeonato Cipriota vai começar e como de costume, brasileiros, espanhóis e portugueses dominam as nacionalidades dos estrangeiros, mas com destaque para a invasão de venezuelanos e georgianos durante o mercado de transferências.

Os favoritos continuam os mesmos, porém tem grande clube que se enfraqueceu e outro que subiu de patamar. A briga contra o rebaixamento deve ter os mesmos clubes.

A nova desta temporada é o número de clube que caiu de 14 para 12. O regulamento prevê duas fases. Os seis primeiros na primeira fase se qualificam para o hexagonal do título e das ligas européias, enquanto os seis subsequentes vão para o hexagonal que definirá os dois rebaixados. A pontuação da primeira fase continua para a segunda.

Agora vamos aos clubes da A Kategoria 2014/15.

AEK_Larnaca

 

AEK Larnaca

Temporada passada: 7º colocado

Principais contratações: Armando Sipo (LE, Vaslui); Ilias Charalambous (Z, Levadiakos); Damiano Schet (A, RKC Waalwijk) e Roberto Colautti (A, Anorthosis Famagusta)

Principais perdas: Hélder Castro (V, Targu Mures) e Nassir Maachi (M, Flamurtari Vlore)

Craque: Roberto Colautti

Brasileiros no elenco: Alexandre Negri (G)

Expectativa para a temporada: classificação para os play-offs

 

O AEK Larnaca faz parte do bloco dos seis fortes da primeira divisão do Chipre e por isso, a temporada passada foi decepcionante, já que a expectativa era lutar pelas competições européias e restou cumprir tabela nos play-outs. A equipe se sobressaiu e nem se preocupou com o risco de cair.

Para essa temporada, o treinador foi trocado. Saiu o grego Dimitrios Eleftheropoulos e entra o ex-jogador Thomas Christiansen, que terá sua primeira oportunidade como treinador. Apesar de manter os ídolos do clube David Catalã e Alexandre Negri, além do artilheiro do clube na liga passada Dimistris Pavlou, a responsabilidade técnica do time deve ficar com Roberto Colautti, a grande contratação do clube.

AEL_Limassol

AEL Limassol

 

Temporada passada: vice-campeão

Principais contratações: Cadú (Z, CFR Cluj); Lukasz Gikiewicz (A, Tobol); Leandros Lillis (A, Alki Larnaca) e Marco Tagbajumi (A, Ermis Aradippou)

Brasileiros contratados: Danielzinho (A, São Caetano); Diego Barcellos (MA, Nacional-POR) e Rômulo (A, Sintrense)

Principais perdas: Jorge Monteiro (A, Moreirense); Edu Oriol (M, Blackpool) e Edwin Ouon (Z, Ermis Aradippou)

Craque: Luciano Bebê

Brasileiros no elenco: Edmar Silva (V), Luciano Bebê (M), Diego Barcellos (MA), Danielzinho (A), Rômulo (A)

Expectativa para a temporada: título

 

 

Frustrante. Assim pode ser definido, o final de temporada 2013/14 para o AEL Limassol. No jogo do título contra o APOEL, a equipe precisava de um empate, mas acabou derrotado.

 

Para essa temporada, muitas contratações. Se saiu um dos quatro artilheiros da  liga passada, o português Jorge Monteiro entra o italiano Marco Tagbajumi, os dois fizeram 18 gols. A base foi mantida e aqueles que saíram foram bem repostos nas contratações. É bom ficar de olho no atacante Leandros Lillis, destaque da seleção de base cipriota e talvez único destaque da mais que pífia campanha do Alki Larnaca, rebaixado na época passada.

200px-Anorthosis_FC

 

Anorthosis Famagusta

 

Temporada passada: 6º colocado

Principais contratações: Albert Serrán (Z, Alcórcon) e Chinedu Ede (Mainz 05)

Principais perdas: Fofana (M, Omonia); Shota Grigalashvili (Omonia); Paulo Jorge (Z, DOXA); Valentinos Sielis (AEL Limassol) e Roberto Colautti (AEK Larnaca)

Craque: Toni Calvo

Expectativa para a temporada: classificação para os play-offs

 

 

Sabe aquele clube que fez o futebol cipriota debutar na Liga dos Campeões da Europa, pois bem, esqueça-o. O Anorthosis Famagusta nem de longe lembra aquele time. Na temporada passada, uma péssima campanha nos play-offs fez o clube abaixar a cabeça e o reflexo se deu no mercado de transferências. Colautti, Grigalashvili e Fofana foram os jogadores que mais entraram em campo pelo clube em 2013/14, mas deixaram Famagusta e enfraqueceram a equipe.

 

As contratações não animam a torcida e uma vaga na Liga Europa parece longe de ser alcançada. O risco de disputar o hexagonal do rebaixamento é possível.

APOELnew

 

APOEL Nicosia

 

Temporada passada: campeão

Principais contratações: Georgios Efrem (M, Omonia); Carlão (Z, Sochaux); Rafik Djebbour (A, Nottingham Forest) e Alex Konstatinou (A, Apollon Limassol)

Brasileiros contratados: Carlão (Z, Sochaux)

Principais perdas: Marcelo Oliveira (Z, Moreirense) e Selim Benachour (Paykan-IRÃ)

Craque: Tomás de Vincenti

Brasileiros no elenco: Carlão (Z), João Guilherme (Z), Kaká (Z), Vinícius (V) e Gustavo Manduca (A)

Expectativa para a temporada: título

 

 

 

A alavanca para o título da última liga foi puxada quando Tomás de Vincenti chegou ao clube, a partir dali, ele e Cillian Sheridan (que merece uma chance na seleção irlandesa) comandaram a equipe que vinha com uma campanha boa, porém poderia ser melhor no primeiro semestre. Os dois jogadores continuam e são peça-chave na campanha.

 

O que pode “atrapalhar” a campanha na A Kategoria é a iminente classificação para a fase de grupos da Champions League. Em compensação, o elenco campeão foi mantido e nenhuma peça importante saiu. Isso se junta, com os bons nomes contratados para a temporada.

200px-Apollon-Limassol

 

 

Apollon Limassol

 

Temporada passada: 3º colocado

Principais contratações: João Paulo (Z, Omonia); Jan Rezek (A, Viktoria Plzen) e Thuram (A, Aris Limassol)

Brasileiros contratados: Thuram (A, Aris Limassol)

Principais perdas: Roberto García (A, Omonia); Alex Konstatinou (A, APOEL Nicosia) e Andreas Stavrou (M, AEL Limassol)

Craque: Abraham Guié Guié

Brasileiros no elenco: Thuram (A)

Expectativa para a temporada: vaga nas competições europeias

 

 

Durante boa parte da temporada passada, o Apollon era considerado o grande favorito ao título, mas nem mesmo a Liga dos Campeões veio. Para essa época bons nomes saíram e a reposição foi feita à altura. Destaque para o brasileiro Thuram, que veio do “primo pobre” de Limassol.

 

A campanha na liga também pode depender da campanha na Liga Europa. Para chegar a fase de grupos, o Apollon terá que reverter o empate de 1 a 1, em casa, contra o Lokomotiv Moskow. Sem Liga Europa, foco total na A Kategoria, porém, com ela, é outra história.

Ayia_Napa_FC

 

 

Ayia Napa

 

Temporada passada: campeão da segunda divisão

Principais contratações: Felipe Gomes (G, Apollon Smyrnis); Leonel Poci (M, Chania); Daniel Haber (A, Apollon Limassol) e Stavros Stathakis (Z, AEK Atenas)

Brasileiros contratados: Felipe Gomes (G, Apollon Smyrnis

Principais perdas: Demos Goumenos (M, ENP) e Louis Aniweta (Z, Anagennisis)

Craque: Antonis Antoniou

Brasileiros no elenco: Felipe Gomes (G)

Expectativa para a temporada: fugir do rebaixamento

 

 

Não durou muito tempo, a estadia do clube laranja e branco na segunda divisão, apenas uma temporada. Mas isso não muda o objetivo do clube, que é a permanência na elite. A grande perda foi o zagueiro ruandês Aniweta. Dez contratações foram feitas, mas nenhuma com grande destaque e que dão um a visão de um futuro melhor para a equipe.

 

O clube é novo, foi fundado em 1990 e possui uma torcida boa, para os parâmetros. Talvez ela, seja o grande diferencial na luta contra o rebaixamento.

Doxa_katokopia

 

DOXA

 

Temporada passada: 10º colocado

Principais contratações: Luiz Fernando (G, Red Bull Brasil); Paulo Jorge (Z, Anorthosis Famagusta); Héctor González (M, Atlético Venezuela); Giovanny Romero (Z, Atlético Venezuela) e Ricardo Fernandes (M, Omonia)

Brasileiros contratados: Luiz Fernando (G, Red Bull Brasil)

Principais perdas: Ricardo Lobo (A, Ehime); Pedro Baquero (Z, Lleida Esportiu); Rodri (M, Omonia) e Gleison (M, Nea Salamis)

Craque: Ricardo Fernandes

Brasileiros no elenco: Luiz Fernando (G), João Leonardo (Z), Marcelão (Z) e Leandro Souza (A)

Expectativa para a temporada: fugir do rebaixamento

 

 

Sem dúvida alguma, o DOXA foi o grande protagonista do mercado de transferências cipriota. Depois de um segundo semestre horroroso, onde quase foi rebaixado, a palavra reformulação foi peça chave para melhorar a posição. Para isso, uma legião de estrangeiros foi contratada. Em especial, os venezuelanos, cinco ao todo. A Katokopia se tornou o pedaço da Venezuela no Chipre.

 

Ídolo da torcida, o meia Ricardo Fernandes voltou após seis meses no Omonia. Ele é um dos poucos remanescentes do elenco que começou a temporada passada.

Ermis

 

 

Ermis Aradippou

 

Temporada passada: quarto colocado

Principais contratações: Jonatas Belusso (A, Treze); Douglas Packer (V, Treze); Edwin Ouon (Z, AEL Limassol) e Martin Bogatinov (G, Steaua Bucareste)

Brasileiros contratados: Jonatas Belusso (A, Treze); Douglas Packer (V, Treze) e Erick (M, FC Dallas)

Principais perdas: Marco Tagbajumi (A, AEL Limassol) e Giannis Arabatzis (G, Astra Giurgiu)

Craque: China

Brasileiros no elenco: Jonatas Belusso (A), Douglas Packer (V), Paulinho (L) e Erick (M)

Expectativa para a temporada: vaga nas competições europeias

 

 

O APOEL foi campeão, mas o grande destaque da A Kategoria 2013/14 foi o Ermis Aradippou. O clube vinha de um acesso da segunda divisão, quando conquistou a terceira vaga e não só permaneceu na elite, como fez uma grande campanha. Além disso, foi o único clube daqueles que haviam garantido o acesso a permanecer na elite.

 

A atual temporada começou com a disputa da Liga Europa, a primeira competição continental da história do clube. O clube acabou eliminado pelo Young Boys, da Suíça. Contudo se fez a história e ela não parou com o título da Supercopa do Chipre. Todos esses elementos tornam o clube favorito a ficar na parte de cima da tabela sem maiores problemas.

Ethnikos_Achnas

 

Ethnikos Achnas

 

Temporada passada: 9º colocado

Principais contratações: Elipidoforos Elia (M, Nea Salamis); Eduardo (V, Aris Limassol) e Andreas Dober (Z, SKN St. Pölten)

Brasileiros contratados: Eduardo (V, Aris Limassol); Ibson (M, Potiguar); Juninho (A, Vila Tereza-URU); Valdo (A, Ituano); Jone (A, Inter de Santa Maria) e Everton Bezerra (L, Resende)

Principais perdas: Rafael Gaúcho (A, Birkirkara); Dimitris Froxilias (M, AEK Larnaca) e Silas (M, Atlétio CP)

Craque: Bouna Condoul

Brasileiros no elenco: Eduardo (V); Ibson (M); Juninho (A); Valdo (A); Jone (A) e Everton Bezerra (L)

Expectativa para a temporada: fugir do rebaixamento

 

 

Saíram três e entraram seis. Não entendeu? Os números representam o tanto de jogadores brasileiros que foram envolvidos nas transferências do clube. A equipe de Achnas foi o que mais contratou brasileiros, seis.

 

Elia, ídolo do clube voltou, mas o grande jogador continua sendo o goleiro Bouna Coundoul, titular da seleção senegalesa. O objetivo é a permanência na elite, mas com toda torcida para que os brasileiros deem liga.

632px-Nea_Salamis_Famagusta_(Nea_Salamina)_Football_Club_logo_vector.svg

 

Nea Salamis

 

Temporada passada: 8º colocado

Principais contratações: Siaka Baba (V, Chaves); Gabi Couto (M, Penafiel) e os brasileiros

Brasileiros contratados: Leandro Silva (Z, DOXA); Marco Aurélio (Z, Ethnikos Achnas) e Gleison (M, DOXA)

Principais perdas: Justin Mengolo (A, Univ. Cluj); Ernestas Setkus (G, Kerkyra) e Dino Skvorc (Z, Univ. Cluj)

Craque: Ilias Vattis

Brasileiros no elenco: Leandro Silva (Z,); Marco Aurélio (Z) e Gleison (M) e Éder Fernandes (Z)

Expectativa para a temporada: meio da tabela

 

 

O Nea deve ocupar novamente aquela faixa da tabela “do lá, nem cá”. Não deve conseguir vaga nos play-offs e não deve ter problemas para se salvar do rebaixamento. O clube investiu em três brasileiros, dois deles vieram do DOXA, clube no qual veio boa parte das suas contratações.

 

Fazer uma temporada segura e vencer o Anorthosis são os grande objetivos do clube.

200px-AC_Omonia

 

Omonia

 

Temporada passada: 5º colocado

Principais contratações: Rodri (M, Omonia); Cristóvão (A, Konyaspor); Milan Stepanov (Z, Mersin Idman Yurdu); Shota Grigalashvili (M, Anorthosis Famagusta) e Fofana (A, Anorthosis Famagusta)

Principais perdas: André Schembri (MA, FSV Frankfurt); Georgios Efrem (M, APOEL Nicosia) e João Paulo (Z, Apollon Limassol)

Craque: Moreira

Brasileiros no elenco: Serginho (V) e Alípio Brandão (A)

Expectativa para a temporada: título

 

 

Fazia tempo, que o Omonia não entrava em uma temporada como um dos candidatos ao título. O clube perdeu Schembri, Efrem e João Paulo, mas soube ir ao mercado e contratar bem, melhor, formar um elenco bom. Foram mais de 15 contratações. O clube sobe de patamar, depois de uma campanha boa, porém seus torcedores sempre querem mais. E com o APOEL campeão novamente, a vontade é cada vez maior.

 

A Geórgia pode começar a torcer pelo Omonia, já que três jogadores georgianos foram contratados: Grigalashvili, Kakubava e Lobzhanidze.

Othellos_Athienou

 

Othellos Athienou

 

Temporada passada: vice-campeão da segunda divisão

Principais contratações: Bojan Markovski (Z, Apollon Limassol); Jesús Vera (A, San José Tucumán) e Elguja Grigalashvili (M, Dínamo Tbilisi)

Principais perdas: Lajos Terjek (A, Anagennisis); Giorgos Loizou (G, Ethnikos Achnas); Orthodoxos Ioannou (Z, Omonia Aradippuo) e Jorge Neves (M, União Leiria)

Craque: Jesús Vera

Expectativa para a temporada: fugir do rebaixamento

 

 

O Othellos Athienou tem 81 anos, mas nunca disputou a primeira divisão do Chipre, no qual irá estrear nesta temporada. Na segunda divisão, o clube apostou numa mescla de jogadores cipriotas experientes e estrangeiros. O resultado foi positivo.

 

Jesús Vera, atacante argentino, vem sendo o grande destaque nos amistosos do clube. A torcida ficou triste, com a saída do atacante húngaro Lajor Terjek.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s