Todos esperam pelo Barbalha

Os barbalhenses esperam que essa cena se repita muitas vezes neste ano. (Foto: Tribuna do Ceará)
Os barbalhenses esperam que essa cena se repita muitas vezes neste ano. (Foto: Tribuna do Ceará)

Dia 2 de abril de 2014, um dia especial e aguardado, será a estreia do Barbalha em competições nacionais e logo em uma Copa do Brasil. Mais especial ainda pelo feito, em 2013, o clube da cidade de mesmo nome ao sul do Ceará, disputava a Terceira Divisão do estado, mas mesmo assim venceu os clubes da elite e chegou ao título inédito e surpreendente.

“Foi algo interessante. Ninguém esperava o sucesso na Taça Fares Lopes. Todos aguardavam o acesso na Série C do Cearense, e até o título. Porém, na Fares Lopes, o entusiasmo começou mesmo quando o time venceu o Icasa. A partir daí o torcedor ficou animado. A vaga para a Copa do Brasil, algo inédito, foi muito comemorado pelo torcedor” – conta Toni Sousa, repórter barbalhense da TV Verde Vale e correspondente do site artilheiro.com.br.

O ano foi tão diferente, que na divisão estadual o título não veio, mas o acesso foi conquistado. Mesmo com o vice-campeonato perdido nos pênaltis contra o América de Fortaleza, a torcida não se decepcionou.

“Houve um pouco de frustração. Mas, o fato de ter ocorrido nos pênaltis aliviou a cobrança. E como o time tinha o título da Fares Lopes e havia conseguido o acesso à Série B do Estadual de 2014, ninguém reclamou” – conta Toni.

O atual ano, sem dúvida, é o mais importante da história de 12 anos do clube. Começando pela disputa da inédita Copa dos Campeões do Ceará, onde a equipe perdeu para o Ceará, campeão estadual de 2013, por 2 a 0. A Segundona Cearense e a disputa da Copa do Brasil são as outras competições do ano. O clube nunca disputou a Primeira Divisão do Ceará, ao todo foram seis participações na Terceira Divisão e a Segunda Divisão será disputada pela sétima vez. A melhor classificação foi um simplório sexto lugar em 2004.

Toni conta o que mudou no clube para essa reviravolta. “O projeto do clube é realmente este. Chegar à elite do futebol alencarino ano que vem. Para o sucesso de 2013 teve que haver uma reformulação completa na diretoria. A postura e a credibilidade do time mudaram dentro e fora de campo. Este processo tem que permanecer para que as coisas possam continuar evoluindo.”

Na primeira fase da Copa do Brasil, o adversário será o Cuiabá, o que não animou o diretor de futebol do clube, Jorge Luis. “O Cuiabá é bom e é ruim. É bom porque apesar de ser um time bom lá de Mato Grosso a gente tem uma possibilidade maior de passar para a segunda fase, e é ruim porque não empolga. A nível de arrecadação de encher o Romeirão ou o Inaldão é péssimo. Agora no critério técnico a gente ainda sonha passar para a segunda fase”. E ainda disse “Não sei nem se vai dar nem duas mil pessoas contra esse Cuiabá. Presente de grego!”. A CBF divulgou a tabela, mas não houve definição sobre o local da partida, o estádio da cidade, o Inaldão, que comporta 3500 pessoas sentadas.

Caso passe para a próxima fase, o grande clube pedido pelo dirigente pode visitar o Cariri, o Internacional está no chaveamento.

“Ninguém espera facilidade. Ter o Cuiabá na 1ª fase deixou a todos com esperança de passar de fase, mas todos sabem das dificuldades. Agora, o fato de poder pegar o Internacional-RS na próxima fase animou a todos” – conta Toni, sobre a expectativa já criada na cidade.

Barbalha espera ansiosa a Copa do Brasil, mas antes disso mantém suas atenções voltadas a Série B do Cearense, onde estreia na próxima quarta-feira, em casa, contra o Iguatu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s