Revista Série Z EUROPA,LETÔNIA,POR ONDE ANDA? Por onde anda? Elenco da Letônia na Eurocopa 2004

Por onde anda? Elenco da Letônia na Eurocopa 2004



Anúncios

Atualizado em 17 de junho de 2021, às 17h32

O dia 15 de junho é especial na Letônia. Foi o dia da estreia inédita na Eurocopa, o maior feito do futebol letão conquistado em 2004. Em 2014, serão comemorados 10 anos daquela nostálgica participação. Os mais fanáticos devem se lembrar. O craque da seleção na época era Märis Verpakovskis, mas será que ele ainda desfila seu futebol?

Dos 23 jogadores convocados, 13 jogavam no país local. O Skonto Riga com nove atletas, era o clube com mais jogadores; Ventspils (três) e Metalurg (um) eram os outros clubes representados. Os outros dez jogavam na Rússia (cinco jogadores), Inglaterra (dois) e os três outros na Bélgica, Ucrânia e Dinamarca.

Será que eles ainda jogam. (Em pé:) Stepanovs,  Prohorenkovs, Kolinko, Isakovs, Zemļinskis, Lobanovs, (agachados:) Bleidelis, Blagonadeždins,  Verpakovskis , Astafjevs e Rubins.
Será que eles ainda jogam. (Em pé) Stepanovs, Prohorenkovs, Kolinko, Isakovs, Zemļinskis, Lobanovs, (agachados) Bleidelis, Blagonadeždins, Verpakovskis , Astafjevs e Rubins.

Apenas seis jogadores não entraram em campo naquela campanha. Na primeira rodada, o adversário era a República Tcheca e a história letã ganhou um charme todo especial, pois aos 45 minutos do segundo tempo, o craque, Verpakovskis fez um gol histórico abrindo o placar contra os tchecos, aliás, o único daquela campanha. Porém, a vitória não veio com a virada adversária.

Na segunda rodada, um resultado histórico e heróico, empate em 0 a 0 com a Alemanha, que não lembrou em nada a vice-campeã mundial de 2002, mas que não tira os méritos da equipe treinada por Aleksandrs Starkovs, que comandou a seleção até julho de 2013. Na última rodada não teve forças para segurar a Holanda, 3 a 0 no placar.

Anúncios

Dez anos se passaram e quantos deles continuam jogando? Ao todo, apenas quatro jogadores continuam em atividade pelo menos até o ano que acabou, já que temporada letã terminou em dezembro. Estes são as lendas que continuam jogando:

Aleksandrs Kolinko (goleiro, 38 anos, três jogos na Euro 2004):  Baltika Kaliningrad, da segunda divisão russa. Em 2015, ele se aposentou após atuar pelo Spartaks Jurmala, da Letônia.

Andrejs Pavlovs (goleiro, 34 anos): Spartaks Jūrmala, da Letônia. Depois da publicação original, ele jogou mais quatro temporadas, por dois times diferentes, mas encerrou a carreira no próprio Spartaks.

Jurijs Laizāns (meia, 35 anos, três jogos): Skonto Riga, da Letônia. O meia se aposentou ao final do ano da publicação original.

Märis Verpakovskis (atacante, 34 anos, três jogos): Ergotelis, Grécia. O craque da equipe teve mais uma temporada e meia nos gramados atuando pelo FK Liepaja, clube que o revelou para o futebol.

Kolinko, Laizans e Verpakovskis disputaram as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, onde a seleção ficou em quinto lugar no grupo G, com apenas oito pontos, atrás de Bósnia, Grécia, Eslováquia e Lituânia.

Os outros 19 jogadores já se aposentaram. Nove deles têm mais de 40 anos. São eles:

Andrejs Piedels (goleiro, 43 anos): encerrou a carreira em 2009 pelo Daugava Riga, da Letônia.

Dzintars Zirnis (defensor, 36 anos, dois jogos): encerrou a carreia em 2013 pelo FK Liepaja, da Letônia.

Igors Stepanovs (defensor, 37 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2012 pelo FK Jurmala-VV, da Letônia.

Mihails Zemlinskis (defensor, 44 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2007 pelo RFS/Olimps, da Letônia.

Olegs Blagonadezdins (defensor, 40 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2006 pelo FK Jurmala-VV, da Letônia.

Aleksandrs Isakovs (defensor, 40 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2007 pelo FK Daugava, da Letônia.

Māris Smirnovs (defensor, 37 anos): encerrou a carreira em 2007 pelo Tranzits Ventspils, da Letônia.

Igors Korablovs (defensor, 39 anos): encerrou a carreira em 2012 pelo FB Gulbene, da Letônia.

Artūrs Zakreševskis (defensor, 42 anos): encerrou a carreira em 2008 pelo FK Jurmala-VV, da Letônia.

Vitalijs Astafjevs (meia, 42 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2010 pelo Skonto Riga, da Letônia.

Imants Bleidelis (meia, 38 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2008 pelo Metalurgs, da Letônia.

Andrejs Rubins (meia, 35 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2012 pelo Simurq, do Azerbaijão.

Jurģis Pučinskis (meia, 40 anos): encerrou a carreira em 2009 pelo Tranzits Ventspils, da Letônia.

Valentins Lobanovs (meia, 42 anos, dois jogos): encerrou a carreira em 2009 pelo FK Jurmala-VV, da Letônia.

Andrejs Stolcers (meia, 39 anos, sete minutos): encerrou a carreira em 2010 pelo Hayes & Yeading, da Inglaterra.

Marian Pahars (atacante, 37 anos, três jogos): encerrou a carreira em 2009 pelo FK Jurmala-VV, da Letônia.

Andrejs Prohorenkovs (atacante, 36 anos, três jogos): encerrou a carreia em 2013 pelo Metalurgs, da Letônia.

Mihails Miholaps (atacante, 39 anos): encerrou a carreira em 2010 pelo RFS/Olimps, da Letônia.

Vits Rimkus (atacante, 40 anos, um minuto): encerrou a carreira em 2012 pelo Spartaks Jūrmala, da Letônia.

Atualmente, a Letônia ocupa a posição de número 138 (junho de 2021) no ranking FIFA. Sua melhor colocação foi em novembro de 2009 em 45º lugar. Em junho de 2004, quando disputou a Eurocopa ocupou a posição de número 53.

Mesmo com a classificação da Macedônia do Norte, em 2020, o feito da Letônia é a maior zebra já registrada entre qualificações para a Eurocopa. A conquista de 2004 foi da Grécia, mas a seleção letã é a nossa maior lembrança.

Deixe uma resposta

TopBack to Top
%d blogueiros gostam disto: