A copa dos estados esquecidos

A CBF oficializou a criação da Copa Verde que irá reunir 11 estados de três regiões diferentes. A competição recebeu esse nome por tratar de uma região “verde”, onde está localizada a Amazônia e o Pantanal.

Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins representam o Norte. Enquanto o Distrito Federal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul simbolizam o Centro-Oeste. A grande surpresa foi o Espírito Santo, que vem do sudeste e não é tão verde como os demais.

Outrora, a Copa Norte teve sua volta veiculada, mas não passou de boatos. Querendo atender um público maior, a CBF reuniu mais quatro estados para formalizar uma nova competição regional, seguindo os moldes da “nova” Copa do Nordeste.

Essa junção de regiões reúne os estados em que o futebol é esquecido pela CBF. Destes, apenas o Pará tem representante na segunda divisão do Brasileirão.

O sintoma desta reunião ser de renegados é a inserção do Espírito Santo, o (infelizmente) primo pobre do futebol do Sudeste brasileiro.

A ideia é boa, pois dará visibilidade pelo menos de um mês (a copa deve ocorrer 19 de janeiro e 16 de fevereiro de 2014) a equipes que só são lembradas pela grande mídia quando enfrentam grandes equipes pela Copa do Brasil.

Além da visibilidade momentânea, a Copa Verde irá conceder ao campeão uma vaga na Copa Sul-Americana de 2015. As copas regionais são a saída para a remodelação mal feita pela CBF na Copa do Brasil, que impossibilita uma equipe disputar a Copa do Brasil e a Sul-Americana ao mesmo tempo.

A competição deverá ser disputada no sistema mata-mata, sem fase de grupos.

A distribuição das 16 vagas foi feita seguindo o fator histórico. Por isso, o Pará é o estado com mais vagas, três. Amazonas, Distrito Federal e Mato Grosso terão duas equipes. Enquanto, os outros sete estados ficam com uma vaga.

Copa Verde: a chance do Oratório (Amapá) aparecer para o Brasil e sonhar com uma competição sul-americana
Copa Verde: a chance do Oratório (Amapá) aparecer para o Brasil e sonhar com uma competição sul-americana

Os clubes são estes: Paysandu, Remo e Paragominas (Pará), Nacional e Princesa do Solimões (Amazonas), Vilhena (Rondônia), Náutico (Roraima), Cuiabá e Mixto (Mato Grosso), Cene (Mato Grosso do Sul), Interporto (Tocantins), Desportiva (Espírito Santo), Brasília e Brasiliense (Distrito Federal) e Plácido de Castro (Acre).

A Copa Verde tem tudo para ser interessante, ao menos para quem torce ver Oratório e Interporto se enfrentando.

 

Curta a página do Série Z no Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s