Uma Champions triste

Quem acompanha o futebol alternativo deve estar insatisfeito com a lista de equipes que irão disputar a fase de grupos da Liga dos Campeões. Onde estão os clubes desconhecidos? Aqueles da Bielorrússia ou do Chipre.

Das 32 equipes, apenas duas são novidades: Real Sociedad e Austria Viena. Outro clube que pode representar o “alternativo” é o Viktoria Plzen, da República Tcheca, mas que disputa sua segunda Champions em três temporadas.

Real Sociedad

A Real Sociedad é a novidade do grande centro europeu. Na Liga 2012/13 deixou para trás o Valencia e o Málaga. A equipe volta a UCL após 10 anos. Em 2003/04, o clube basco caiu no grupo D com Juventus, Galatasaray e Olympiacos e terminou com a segunda posição.

Nas oitavas enfrentou o Lyon, mas acabou eliminado. O elenco na época contava com Xabi Alonso, atual Real Madrid.

O clube contratou pouco, mas perdeu pouco também. Os destaques são o goleiro Bravo, o zagueiro Iñigo Martínez, o meia Griezmann e o atacante Vela. A grande perda foi Illarramendi, o “novo Xabi Alonso”, que vai se juntou ao verdadeiro no Real Madrid.

A Real está no grupo A ao lado do Manchester United, Shakhtar Donetsk e Bayer Leverkusen.

Austria Viena

Sem dúvida alguma que a Viola, como é conhecida, é a grande novidade desta edição. O clube é tradicional, tem 24 títulos austríacos, o segundo na lista de maiores campeões nacionais.

Desde 2005/06 não levantava a taça e pela primeira vez irá disputar a fase moderna da UCL (fase de grupos com 32 equipes). Nas duas oportunidades que teve de entrar na fase de grupos não foi bem e parou nas fases preliminares. Em 2003/04 foi eliminado pelo Marseille e em 2006/07 pelo Benfica.

Na Bundesliga austríaca atual faz campanha razoável. Está na quinta posição, a seis pontos do líder Red Bull Salzburg.

O Austria é o clube que mais forneceu jogadores para a seleção local nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Ao todo quatro jogadores de seu elenco já foram chamados: o goleiro Lindner, o zagueiro Ortlechner, o lateral Suttner e o atacante Hosiner.

A equipe vive uma incógnita, está em um grupo sem um gigante, mas com clubes fortes: Porto, Atlético Madrid e Zenit. A lanterna provavelmente será sua posição.

Viktoria Plzen

O clube da cerveja tem um aproveitamento invejável, nas duas oportunidades que se sagrou campeão tcheco (2010/11 e 2012/13) alcançou a fase de grupos da Liga dos Campeões na temporada seguinte. Este é o Plzen, um clube acostumado a Liga dos Campeões.

Na sua primeira participação terminou em terceiro no grupo H, que contava com os gigantes Barcelona e Milan; e o bielorrusso BATE. O clube conquistou um histórico empate contra o Milan, por 2 a 2.

Na temporada passada eliminou o Napoli da Liga Europa. Chega com experiência internacional.

No elenco destaque para o veterano Horvath, 38 anos, que comanda o meio-campo da equipe. A grande contratação da temporada é o zagueiro Hubník, que volta ao seu país depois de quatro temporadas no Hertha Berlim.

Alem de Hubník, outros sete jogadores do clube já foram chamados pela seleção tcheca para as Eliminatórias. A base da seleção.

O Viktoria está no grupo D. ao lado do atual campeão Bayern Munique, o pressionado Manchester City e o campeão russo CSKA Moskow.

 

Curta a página do Série Z no Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s