Metido a grande

Anelka com a camisa do West Brom. Quem acreditaria nisso?
Anelka com a camisa do West Brom. Quem acreditaria nisso?

Nesta segunda-feira (3), o mercado de transferências fechou nos grandes centros do futebol europeu, exceto França, Turquia e Rússia. Enquanto o mundo olhava para as negociações envolvendo Kaká, Özil, Fellaini e Bale, o Série Z foi atrás de clubes que contrataram grandes jogadores, mas não tem aquela tradição no futebol.

Confira a lista:

Wolfsburg

Desde que foi campeão alemão em 2008/09, o clube da “concessionária” não vem feito boas campanhas. Desde que a dupla Grafite/Dzeko deixou o clube, muitos foram contratados com status de grande reforço como Diego, Olic, Helmes, Naldo e Friedrich, mas o clube não reverteu isto em boas campanhas.

A bola da vez é Luis Gustavo, após a grande participação no título brasileiro da Copa das Confederações, o volante foi cogitado em grandes clubes fora da Alemanha, como Napoli e Arsenal, mas escolheu o Wolfsburg como garantia de continuar sendo chamado por Felipão. O jogador em seu novo, sem dúvida será titular.

Como de costume, desde que foi campeão nacional, o Wolfsburg é candidato a uma vaga na Champions. Mas em todas as outras vezes não se deu bem, o jeito é esperar.

Sevilla

O clube andaluz contratou bem. Trouxe o zagueiro Pareja, o volante M’Bia, o meia Marin e o atacante Gameiro. Ótimo, se não fosse a venda de dois pilares do clube: Navas e Negredo. Além do promissor Kondogbia.

O Sevilla tinha tudo para fazer uma grande campanha se não fosse o trio não fosse vendido e quem sabe relembrar os velhos tempos quando alcançou o bicampeonato da Copa UEFA.

Bastia

Enquanto Monaco e Paris Saint-Germain torravam seu milhões (quase bilhões) em grandes jogadores, o Bastia apostava em veteranos que já tiveram melhores momentos. O elenco do clube já contava com o goleiro Landreau (34 anos) e o atacante Ilan (32) que chegaram ao clube na temporada passada.

Por não ter dinheiro em caixa como a dupla já citada, o clube da Córsega foi atrás de jogadores rodados, como os zagueiros Modesto (35) e Squillaci (33), o volante marfinense Romaric (30) e o ponta Krasic (28).

O elenco ainda pode receber o zagueiro Boumsong, que foi liberado pelo Panathinaikos.

West Bromwich

Depois de boa campanha na última temporada, o Albion resolveu pensar mais alto. Mesmo perdendo Lukaku, que voltou de empréstimo para o Chelsea e foi repassado para o Everton, o clube foi atrás de um substituto a altura e trouxe Anelka. Uma bomba no meio do futebol. Depois de passagem pela China, o francês foi para a Juventus, onde ficou no primeiro semestre.

Não bastava o atacante, semanas depois o zagueiro Diego Lugano foi anunciado. Capitão da seleção uruguaia, o raçudo deixou o Málaga e não quis ficar no Paris Saint-Germain.

O clube anunciou ainda Scott Sinclair e Sessegnon. O Bromwich é um clube para ficar de olho.

Southampton

Após o acesso para a Premier League, o Southampton manteve a base e procurou jogadores escondidos pela Europa. O resultado: a permanência na elite inglesa, no qual era o grande objetivo do clube.

Para esta temporada, alguns jogadores deixaram o clube, mas a base foi mantida e a ela um salto de qualidade com as contratações feitas. Mais exatamente três reforços: o zagueiro Lovren, o volante Wanyama e o atacante Osvaldo. Os jogadores eram cotados em grandes clubes europeus, mas acabaram em Saint Mary’s.

Parma

No meio de um contêiner de contratações, um nome se destaca em muito. Desvalorizado no futebol italiano, o atacante Cassano busca no Parma, o reencontro com o sucesso pela segunda vez. Na primeira vez, com a Sampdoria se deu bem, levou o clube a Liga dos Campeões.

Hellas Verona

Tradicional clube italiano, o Hellas volta a elite depois de 11 anos fora. A base que conquistou o acesso contava com jogadores rodados pela Serie A e para a disputa da mesma não poderia ser diferente, o atacante Luca Toni é a esperança de gols e já mostrou seu cartel. Na estreia da equipe, vitória de virada por 2 a 1 contra o Milan, com dois gols de Toni.

Além do atacante, o clube contratou Iturbe, o eterno “novo Messi” e o zagueiro Rafael Marques, campeão da Libertadores 2013, pelo Atlético Mineiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s