A seleção naturalizada do Vaticano

bandeira-vaticano
Bandeira do Vaticano

Quando se fala no Vaticano, logo se pensa apenas na sede maior da Igreja Católica, mas além disso o local carrega consigo o título de menor país do mundo. O país é um dos oito estados soberanos que não é filiado à FIFA e não poderia ser diferente, a região ao norte de Roma tem apenas 0,44 km² de extensão territorial e cerca de 800 habitantes, divididos entre clérigos e membros da Guarda Suíça e do Museu do Vaticano.

A seleção de futebol local é formada por guardas que trabalham no local. Mas a entrada de padres aconteceu e deve acontecer com mais frequência após a consolidação da Clericus Cup, fundada em 2007, que reúne padres e seminaristas de colégios do Vaticano.

A associação de futebol foi fundada em 1972, mas disputou seu primeiro jogo apenas em 1994, contra os reservas de San Marino, empate sem gols. A partida é tratada como uma “lenda” já que membros do Vaticano não confirmam a existência da partida.

Após a primeira partida, que aliás é considerada não-oficial, o Vaticano disputou mais cinco partidas não-oficiais, com três vitórias e duas derrotas.

Em 2002 começa a “internacionalização” da seleção. Desde então foram disputados três amistosos contra Mônaco – outro estado soberano não reconhecido. Na primeira partida, empate sem gols. Em 2011, derrota por 2 a 1.

No dia 22 de junho de 2013, as duas seleções voltaram a se enfrentar. O amistoso realizado em um distrito de Nice, França, terminou com vitória do Principado, por 2 a 0. A equipe foi formada por membros da Guarda Suíça, funcionários do estado e padres.

Em 2010, Giovanni Trapattoni dirigiu a seleção, ele que é católico praticante.

O Vaticano espera se filiar a NF-Board, associação de futebol de países não-soberanos, pelo menos a curto prazo.

Tarcísio Bertone, secretário de Estado do Vaticano, é um dos adeptos ao futebol. Ele já chegou a brincar com a possibilidade de formar uma seleção com seminaristas, inclusive brasileiros, para tentar uma utópica filiação à FIFA.

As cores do uniforme que prevalecem são o amarelo (camisa) e o branco (calção).

Uniforme e escudo da seleção do Vaticano. (Imagem: Doentes por Futebol)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s