Taiti, o alternativo: o reencontro com Nigéria e Espanha

A Copa das Confederações reservou ao Taiti, confrontos contra Nigéria, Espanha e Uruguai, mas enfrentar as duas primeiras citadas não foi novidade para parte do elenco taitiano.

Tudo começa em 2008, quando o Taiti conquistou a Copa da Oceania Sub-20 e garantiu vaga no Mundial da categoria em 2009, realizado no Egito. No sorteio para o torneio, a seleção taitiana caiu no grupo B, ao lado da Venezuela, e coincidentemente, Nigéria e Espanha.

A campanha foi a esperada, com goleadas em todos os jogos. Derrotas por 8 a 0 contra Espanha e Venezuela, e por 5 a 0 contra a Nigéria.

O elenco de duas seleções (exceto a Nigéria) contou com jogadores que disputaram a Copa das Confederações e o torneio internacional sub-20, com o Taiti tendo oito convocados, a base da disputa no Brasil em 2013: Faatirau (zagueiro), Ludivion (zagueiro), Bourebare (meia), Lorenzo Tehau (meia), Alvin Tehau (meia), Atani (atacante), Teaonui Tehau (atacante) e Chong Hue (atacante). Na Espanha, os laterais Azpilicueta e Jordi Alba estavam no elenco sub-20.

A base taitiana tinha como destaque os irmãos Ludivion e Alvin Tehau. Não foi novidade enfrentar o toque de bola espanhol. O confronto entre os dois foi na primeira rodada do Mundial, goleada espanhola, 8 a 0. Naquele jogo, os dois laterais espanhóis foram titulares, Alba foi substituído aos 28 minutos do segundo tempo. Do lado taitiano, apenas Atani começou na reserva, mas entrou aos 10 do segundo tempo.

Alvin Tehau e Jordi Alba disputam a bola na partida entre Taiti e Espanha pelo Mundial Sub-20.

Antes de enfrentar a Nigéria pela última rodada, o Taiti foi goleado pela Venezuela, por 8 a 0.

No último jogo, outra goleada, 5 a 0 para os nigerianos. O elenco nigeriano na Copa das Confederações 2013 não teve nenhum jogador do time sub-20 de 2009. No lado taitiano, apenas Atani e Faatirau foram reservas.

Um caso curioso nessa partida aconteceu com os irmãos gêmeos Tehau. Os dois foram expulsos, com dois cartões amarelos e o mais curioso, a diferença entre o primeiro e segundo amarelo foi de 2 minutos. Lorenzo recebeu cartão amarelo aos 41 e 43 minutos do primeiro tempo e Alvin recebeu aos 27 e 29 do segundo tempo as suas advertências.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: